Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Andar de carro ficou ligeiramente mais caro em outubro. De acordo com a pesquisa mensal feita pela Agência AutoInforme, o IMC - Índice de Manutenção do Carro, mais conhecido como Inflação do Carro, fechou o mês com leve alta de 0,14%. Foi a terceira alta mensal seguida e no acumulado do ano - entre janeiro a outubro - o custo para o motorista andar e manter o carro está 3,47% mais caro. A expectativa é que o IMC encerre o ano muito próximo de 3,80%, que foi o índice registrado no ano passado.

A pesquisa de outubro mostrou que os preços estão acomodados, sem grandes oscilações, normalmente detectadas quando se trata de peças e mão de obra de manutenção.

De todos os itens que compõe a cesta de produtos e serviços, as maiores altas foram do serviço de limpeza do bico injetor (3,85%), óleo do motor (3,47%), e correia dentada (2,93%). Mas também houve queda de preço. As mais significativas foram da pastilha de freio (-2,40%) e do jogo de amortecedores (-1,22%). De modo geral, a grande maioria dos itens ficou próxima do índice zero.

A boa surpresa é que os combustíveis estão com o preço em queda. Em outubro o preço do álcool caiu 0,21% e da gasolina 0,07%. Entre janeiro e outubro está registrada uma queda de 10,29% no álcool e de 0,54% na gasolina. Com relação ao preço do álcool, a queda deve ser recuperada quando começar o período da entressafra, entre janeiro a abril.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]