Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
 | Pedro Serapio/Arquivo Gazeta do Povo
| Foto: Pedro Serapio/Arquivo Gazeta do Povo

A partir de novembro, clientes da rede de pizzaria Domino’s em Curitiba vão poder fazer pedidos por meio do aplicativo Messenger, do Facebook. A empresa anunciou nesta segunda-feira (24) que lançará um chatbot capaz de receber encomendas de pizzas pela rede social, sem a necessidade de baixar aplicativos ou entrar no site da Domino’s.

Leia mais sobre inteligência artificial e novas tecnologias

Os chatbots são assistentes virtuais capazes de efetuar comandos e interagir com os usuários apenas por mensagens de texto, usando uma linguagem natural. O assistente da Domino’s foi criado em parceria com a Harlio, empresa brasileira desenvolvedora de chatbots, e recebeu um nome espirituoso: ele se chamará Pepperobot.

A função do bot será facilitar os pedidos de delivery nas unidades do Batel, Ecoville, Juvevê e Portão, em Curitiba. Ao ser acionado pelo Messenger, o robô informará o menu, fará o pedido e futuramente intermediará os pagamentos.

A previsão é atender, ano que vem, mais de 1.600 pedidos por mês por meio do assistente virtual, só nas lojas de Curitiba – com isso, 10% do faturamento da rede na capital passará pelos pedidos feitos com ajuda do bot.

“Tudo acontecerá da mesma maneira que acontece o atendimento via telefone, mas desta vez pelo bot, na internet”, explica em nota um dos sócios da Harlio, Diego Ramiro. De acordo com ele, atualmente a tecnologia do Pepperobot está pronta para suportar quantos usuários for necessário.

Inovação

O Facebook tem trabalhado para transformar o Messenger em uma “plataforma” capaz de interagir com outros serviços, por meio dos chatbots. No final de julho, a rede social afirmou que o aplicativo já tinha cerca de 18 mil bots ativos. O movimento é estratégico: o Messenger pode contribuir como fonte de rendimentos porque mantém os usuários no ecossistema da rede social, onde podem ser alvo de anúncios.

A expectativa do Facebook e de outras empresas de tecnologia, como a Microsoft, é que os bots se desenvolvam de tal forma que virem assistentes pessoais, capazes de realizar várias tarefas para os usuários, como pedidos de alimento, compras, transferência de dinheiro e seleção de notícias – tudo sem precisar acessar apps diferentes ou entrar em vários sites.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]