Sting: sem dom para as rimas | Arquivo Gazeta do Povo
Sting: sem dom para as rimas| Foto: Arquivo Gazeta do Povo

São Paulo – A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou em baixa ontem, encerrando a semana praticamente no zero a zero. O fraco desempenho das bolsas norte-americanas, a proximidade do exercício de opções e o forte ganho acumulado pela bolsa nas últimas semanas incentivaram as vendas.

O principal indicador da bolsa paulista, o Ibovespa, encerrou o dia com queda de 1,17%, a 62.455 pontos, mas na máxima do dia renovou seu recorde em 64.168 pontos. O volume financeiro da sessão ficou em R$ 5,9 bilhões, bem acima da média diária do ano, de R$ 4,4 bilhões.

"(O exercício) está mexendo bastante com o mercado. Principalmente porque amanhã (hoje) é feriado e ninguém vai saber o que vai acontecer (no mercado internacional)", disse o operador de uma corretora nacional que prefere não ser identificado.

Em Nova Iorque, no início do dia, uma perspectiva de lucros do Wal-Mart ajudou o Dow Jones, referência da bolsa norte-americana, e o Standard & Poor’s 500 S&P, a bater recorde histórico. Ao fim do dia, no entanto, o Dow Jones caiu 0,45% e o Nasdaq baixou 1,4%, pressionados por um comentário negativo de uma corretora sobre a chinesa Baidu.com. A Baidu é maior empresa chinesa de pesquisa na web. Suas ações caíram 10% no Nasdaq após o JP Morgan predizer que os lucros do terceiro trimestre serão levemente menores que o estimado.

Investidores venderam as ações do setor tecnológico que tiveram melhor desempenho no mês passado, reforçando a queda do Nasdaq. Foi a maior baixa em um dia desde 7 de setembro.

Ainda no cenário internacional, comentários de Axel Weber, membro do Conselho Administrativo do Banco Central Europeu, de que o banco pode ter de aumentar as taxas juros novamente, devido à esperada aceleração da inflação, aumentou o pessimismo nos negócios.

Antes das notícias negativas, a Bovespa operava em território positivo durante quase todo o dia.

Entre as baixas, o setor de bancos se sobressaiu. Itaú recuou 3,78%, para R$ 48,10. Bradesco perdeu quase 2%, para 56,60, e Unibanco encerrou em queda de 2,57%, a R$ 25,04. Os papéis tinham subido bastante no último mês.

Uma das principais notícias do dia no mercado foi o fracasso do leilão da Telemar Participações para comprar as ações preferenciais da Tele Norte Leste por R$ 45. A adesão mínima de dois terços das ações era precondição para a realização do leilão. Somente cerca de 50% das ações foram registradas para participar, o que inviabilzou a operação.

O fracasso do leilão já era amplamente esperado por operadores, o que fez as ordinárias da Tele Norte Leste subirem quase 10% no meio do dia. Elas encerraram em alta de 1,43%, a R$ 63,25.

Mesmo com a queda do Ibovespa nesta quinta-feira, o índice ainda acumula ganho de 3,3% em outubro, que se segue à alta de quase 11% de setembro. Na segunda-feira, a bolsa começa a operar em novo horário, das 11h às 18h.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]