Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE
  1. Home
  2. Economia
  3. JBS compra a paranaense Big Frango por R$ 430 milhões

Frigorífico

JBS compra a paranaense Big Frango por R$ 430 milhões

  • Reuters
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

A empresa JBS, maior produtora global de carnes, anunciou ontem a compra do frigorífico paranaense Big Frango por R$ 430 milhões e do grupo Primo Smallgoods, da Austrália, por US$ 1,25 bilhão, dando impulso ao seu plano de expansão por meio de aquisições. Controlado pela AMSE02 Participações, o Big Frango abate 460 mil aves por dia em suas duas unidades, com faturamento anual superando R$ 1 bilhão. Segundo JBS, o valor da transação será pago no fechamento da operação, que ocorrerá após o cumprimento da condição suspensiva de aprovação pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

Com a investida, a JBS dá sequência ao plano de ganhar musculatura no segmento, estratégia que foi reforçada este ano com a aquisição dos negócios de aves da norte-americana Tyson Foods no Brasil e no México por US$ 575 milhões, além da compra da indústria de alimentos paranaense Avebom e de duas unidades de processamento de aves do grupo Céu Azul.

Expansão

Maior companhia global de carnes, a JBS informou em comunicado que o grupo Primo é líder em produtos processados como presunto, salsicha e bacon na Austrália e na Nova Zelândia e possui cinco unidades produtivas, sete centros de distribuição e 30 lojas de varejo.

Segundo o diretor presidente da JBS, Wesley Batista, a transação está em linha com a estratégia da companhia de elevar sua exposição a produtos de valor agregado. “[A Primo] representa uma excelente oportunidade de crescimento do nosso negócio na Austrália, tendo em vista as altas taxas de crescimento anual da categoria de produtos alimentícios e da capacidade de aumento das vendas do grupo via exportações.”

Segundo ele, a companhia espera avançar em vendas também para Coreia do Sul, Cingapura, Hong Kong, além da China, que firmou recentemente um tratado de livre comércio com a Austrália, o que deixa o país ainda mais competitivo para vender ao grande mercado chinês.

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE