i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
polêmica

Jeff Bezos rebate acusações de exploração na Amazon

Presidente executivo da empresa diz que reportagem do New York Times é baseada em ‘anedotas’ e oferece o próprio e-mail para receber denúncias

    • Agência O Globo
    • 17/08/2015 17:44
    Trabalhadores em uma unidade de distribuição da Amazon na Califórnia | Robert Galbraith/Reuters
    Trabalhadores em uma unidade de distribuição da Amazon na Califórnia| Foto: Robert Galbraith/Reuters

    No fim de semana, uma reportagem do New York Times escandalizou os Estados Unidos. E, na noite de domingo, coube justamente ao dono do segundo mais influente jornal americano, o Washington Post, entrar em cena para desmenti-la.

    Explica-se: no alvo da reportagem polêmica estavam as condições de trabalho — classificadas como “brutais” — na gigante varejista Amazon, cujo presidente executivo é ninguém menos que o empresário Jeff Bezos, dono também do Washington Post. Bezos não só saiu em defesa da companhia como, em memorando interno aos funcionários, garantiu que a história do Times foi construída com base em “anedotas”.

    Nova versão do Android se chama Marshmallow, anuncia Google

    Sistema começará a ser liberado gradualmente, para só alguns aparelhos, até dezembro

    Leia a matéria completa

    “O texto não descreve a Amazon que eu conheço ou os ‘Amazonianos’ com quem trabalho todos os dias. Eu acredito seriamente que qualquer pessoa trabalhando numa empresa como a descrita pelo New York Times seria louca de permanecer. Eu sei que eu deixaria uma empresa como a descrita”, disse Bezos, no texto.

    O “New York Times” diz ter entrevistado cem ex e atuais funcionários da empresa. Mas Bezos garante que, com o crescimento do setor de tecnologia, as companhias estão justamente empenhadas em atrair e reter novos talentos através do estabelecimento de uma cultura corporativa positiva.

    “Eu não acho que nenhuma empresa que adotasse as práticas retratadas na reportagem sobreviveria e muito menos teria sucesso neste mundo de tecnologia altamente competitivo. As pessoas que nós contratamos são as melhores entre as melhores. Essas pessoas podem ser recrutadas todos os dias por outras empresas internacionais, podem trabalhar em qualquer lugar que quiserem”, escreveu o executivo.

    Denúncias

    Bezos encorajou, ainda, que os funcionários informem a seus superiores — ou até a ele próprio — sobre qualquer mau comportamento ou incidente. E assegurou que a Amazon não aceita maus tratos de seus funcionários.

    “Se vocês souberem de qualquer história, quero que informem o departamento de recursos humanos. Vocês também podem me enviar e-mails diretamente no jeff@amazon.com. Mesmo se for um caso raro ou isolado, nossa tolerância por qualquer falta de empatia deve ser zero”, disse Bezo.

    Deixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 0 ]

    Máximo 700 caracteres [0]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.