Os latino-americanos de alto patrimônio líquido são maioria no mundo e, em média, muito mais ricos do que aqueles de outras regiões do globo. É o que mostra um estudo sobre a indústria de gestão de fortunas na América Latina, elaborado pelo banco suíço Julius Baer. A pesquisa mostra que os milionários latinos possuem, em média, patrimônio líquido de US$ 13,5 milhões cada um, maior que os que moram na África (US$ 8,9 mi), Oriente Médio (US$ 3,8 mi), América do Norte (US$ 3,5 mi), Europa (US$ 3,3 mi) e Ásia e Oceania (US$ 3,2 mi).

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]