Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Comprar em grupo e compartilhar transporte estão entre as medidas adotadas pelos brasileiros para economizar durante a crise. | Atila AlbertiTribuna do Parana
Comprar em grupo e compartilhar transporte estão entre as medidas adotadas pelos brasileiros para economizar durante a crise.| Foto: Atila AlbertiTribuna do Parana

Uma pesquisa realizada pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiros e de Capitais (Anbima), com o apoio do Datafolha, e divulgada no último dia 27 de outubro, revelou que 98% dos brasileiros estão economizando. Levantamentos dos serviços de proteção ao crédito já tinham mostrado, nos últimos meses, o esforço dos brasileiros para fazer a lição de casa e fazer o orçamento caber no bolso.

Ainda em agosto, o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) também tinha mostrado que 80% dos brasileiros tinham, efetivamente, cortado gastos no primeiro semestre de 2017. Ainda no início de outubro, um levantamento do Serasa Experian foi ainda mais longe e mostrou que mais de 70% dos consumidores brasileiros que tinham conseguido limpar o nome neste ano tinham renda de até dois salários mínimos, apenas.

LEIA TAMBÉM: Curitiba é a capital “mais endividada” do país; e isso é um bom sinal

"Os resultados mostram que, em tempos de crise, as pessoas estão tomando decisões inteligentes para otimizar o orçamento familiar. Essas atitudes, porém, ainda são emergenciais e não indicam mudança de comportamento no longo prazo", afirmou Martin Iglesias, vice-presidente do Comitê de Educação da Anbima, em material enviado pela entidade à imprensa, referindo-se principalmente a medidas simples, como trocar um produto caro por outro mais barato e adiar a compra de itens supérfluos.

Mas em meio às entrevistas com mais de 2,6 mil pessoas com mais de 16 anos, das classes A, B e C, em 130 municípios brasileiros, alguns comportamentos adotados na crise podem dar origem a bons hábitos financeiros no futuro.

São medidas como a troca de produtos ou a venda de itens que não são mais usados (algo relatado por 40% dos entrevistados); a troca de serviços com outras pessoas e/ou profissionais (31%); o compartilhamento de carros e serviços de transporte (25%); e a realização de compras em grupo (17%).

Confira, abaixo, 10 atitudes citadas na pesquisa da Anbima e que podem te ajudar na hora de economizar:

1) Comprar marcas mais baratas ou produtos sem marca (citada por 72,23% dos entrevistados);

2) Deixar de comprar itens de vestuário ou outros menos necessários (70,75%);

3) Procurar opções de lazer gratuitas e viagens de férias mais baratas (70,54%);

4) Trocar produtos ou vender coisas que não usa mais (40,29%);

5) Trocar serviços com outras pessoas e profissionais (31,13%);

6) Compartilhar carro, veículos, transporte em geral (25,16%);

7) Compartilhar serviços com outras casas (diária de faxineira, babá, etc) (18,95%);

8) Montar um grupo para fazer compras em conjunto (16,89%);

9) Compartilhar a casa - morar junto com outras pessoas, alugar cômodos, etc. (16,44%);

10) Aumentar a renda para enfrentar a crise (hobby, um segundo emprego, etc) (0,73%);

Que sonho 😱

Publicado por Vida Financeira e Emprego em Domingo, 29 de outubro de 2017
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]