Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

A TAM, líder do mercado de aviação do país, divulgou na quarta-feira um lucro líquido para o terceiro trimestre de 212,7 milhões de reais, pouco mais do que o dobro do apurado no mesmo período de 2005, puxado por maior número de passageiros transportados e melhor utilização de sua frota.

A companhia havia apurado entre julho e setembro do ano passado um lucro de 93,3 milhões de reais.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação, amortização e aluguéis de aeronaves (Ebitdar, na sigla em inglês) foi de 568,6 milhões de reais no terceiro trimestre do ano, frente a 351,3 milhões de reais um ano antes, de acordo com comunicado divulgado ao mercado. A margem ficou em 27,4 por cento, 4,6 pontos percentuais acima da margem do terceiro trimestre de 2005.

A empresa aumentou a oferta de lugares disponíveis em 22,9 por cento no período por meio de aumento da frota e crescimento no número de horas voadas por dia-- 12,9 horas ante 12,1 horas no terceiro trimestre de 2005. Essa melhora na utilização de aviões ajudou a contrabalancear aumentos de custos fixos, informou a TAM. Os custos com combustíveis subiram 30,2 por cento, atingindo 601,5 milhões de reais.

Com o aumento nos assentos disponíveis, o número de passageiros pagantes transportados no terceiro trimestre totalizou 6,8 milhões, um avanço de 24,8 por cento sobre igual período de 2005.

A receita líquida nos três meses encerrados em setembro somou 2,076 bilhões de reais, evolução de 34,8 por cento frente ao terceiro trimestre de 2005.

A companhia fechou o trimestre passado com participação no mercado doméstico de 51,1 por cento comparado com 44,1 por cento um ano antes. Já no mercado internacional, a variação foi mais acentuada, de 20,8 por cento no terceiro trimestre de 2005 para 54,9 por cento nos três meses encerrados em setembro.

A empresa estima um crescimento de mercado de 10 a 15 por cento em 2007 e que manterá uma participação média acima de 50 por cento no mercado doméstico. A utilização dos aviões ficará acima de 13 horas por aeronave por dia.

O anúncio do balanço foi feito um dia depois da empresa ter divulgado a compra de 4 Boeings 777-300 por cerca de 1 bilhão de reais.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]