i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
E-commerce

MadeiraMadeira completa 10 anos perto da meta de faturar R$ 1 bilhão em 2019

  • PorSharon Abdalla
  • 21/06/2019 18:00
Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo
Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo| Foto: Leticia Akemi

Escala. Esta possivelmente é a palavra que melhor resume a primeira década de trajetória da MadeiraMadeira, empresa curitibana que figura entre as maiores plataformas de e-commerce do país. Prestes a celebrar o décimo aniversário, em agosto próximo, a companhia se prepara para comemorar outro importante marco: atingir a meta de faturar R$ 1 bilhão em 2019.

“Estamos próximos disto. Estamos trabalhando muito e temos algumas coisas para acontecer nos próximos meses que nos trarão grandes chances de atingir este número, ou de ficar muito perto dele”, conta Daniel Scandian, CEO da MadeiraMadeira.

O histórico da empresa, marcado por números escalonados na velocidade da luz, é prova de que ele não está blefando. Nascido de uma operação modesta de venda de pisos pela internet em uma pequena casa em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, o negócio contava com apenas quatro funcionários nos idos de 2009. Hoje, são cerca de 600 colaboradores, e a meta é que este número chegue a 800 ainda neste ano. Naquela época, eram cerca de 500 os pedidos mensais, número 200 vezes menor do que as 100 mil vendas registradas mensalmente no site.

 Daniel e Marcelo Scandian, co-fundadores da MadeiraMadeira. Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo
Daniel e Marcelo Scandian, co-fundadores da MadeiraMadeira. Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo| Leticia Akemi

Tais números fizeram com que não demorasse para que a empresa fosse reconhecida pelo mercado e passasse a figurar entre as gigantes do e-commerce brasileiro. Hoje, ocupa a 15ª posição no ranking que lista as 50 maiores do país, elaborado pela Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC) com dados de 2017 – cinco posições à frente da que a do relatório anterior – e tem um crescimento médio de 60% ao ano.

“Foi uma trajetória de várias etapas. Começamos a empresa do zero, sem conhecimento de tecnologia e e-commerce em um momento em que a venda online de produtos para a casa era muito incipiente. Felizmente, em 2012, conseguimos [o aporte] de um dos primeiros fundos de investimentos de startups do Brasil e começamos a investir em tecnologia [dentro de casa], o que nos deu agilidade e também foi um dos nossos diferenciais no mercado”, lembra Scandian.

Investir para continuar crescendo

Engana-se, no entanto, quem pensa que estes resultados são suficientes para frear as metas ambiciosas da MadeiraMadeira. Scandian conta que em 2019 a empresa registrará o maior volume de investimento dos últimos tempos – apesar de não abrir os números – e afirma que a meta para os próximos cinco anos é crescer em dez vezes a base de clientes, que hoje gira na casa dos 2 milhões.

Para isso, a companhia atua em diversas frentes, que vão da venda direta no site ao marketplace, que cresce cerca de 60% ao mês e soma mais de 1,5 mil varejistas dentro da plataforma, lançada a menos de um ano. “O que mais atrai os parceiros é o fato de sermos um destino que o consumidor tem como referência no universo online de produtos para casa, principalmente móveis e materiais de construção”, avalia o CEO.

Sede da empresa MadeiraMadeira está localizada no centro de Curitiba (PR).
Sede da empresa está localizada no centro de Curitiba (PR). | Leticia Akemi/Gazeta do Povo

Isso não significa que o universo off-line esteja fora do radar da MadeiraMadeira. Apostando na conexão do mundo físico e online, há cerca de seis meses a empresa lançou a Rede Home, plataforma virtual ainda em fase piloto que permite aos pequenos lojistas venderem aos seus clientes os produtos da companhia, disponibilizados no ambiente virtual em um modelo que remete às vendas por catálogo.

“Temos um projeto para o segundo semestre deste ano que tem muito a ver com esta migração do online para o off-line. Também estamos fazendo parcerias da nossa fintech interna com bancos para desenvolver produtos financeiros de forma digital, para que as pessoas consigam não apenas comprar produtos, mas ter crédito e financiá-los pelo site”, adianta Scandian.

O objetivo de que os clientes consigam resolver todas as questões que envolvem a compra dentro do site passa também pela ampliação cada vez mais expressiva da oferta de itens na plataforma, que deve chegar a 1 milhão em julho. Para os próximos cinco anos, a meta é que ela atinja a casa dos 10 milhões de produtos.

Para entregar todos eles na porta dos clientes, a empresa, que trabalha com um modelo de negócio conhecido como dropshipping, no qual não há estoque, e que antes tinha 100% dos transportes realizados por parceiros, lançou neste ano um operador logístico focado em produtos grandes no qual assume parte da operação. O objetivo, segundo o CEO, é ampliar a malha logística e otimizar a rota origem-destino dos produtos.

“O grande desafio é conseguirmos evoluir nossa infraestrutura na velocidade da oportunidade que o mercado oferece, praticamente dobrarmos [o tamanho] da empresa a cada ano. Mais do que faturamento e crescimento, torcemos para que sejamos inspiração para toda uma geração de empreendedores que estão começando, que possamos trazer um novo hábito de consumo e mostrar que uma empresa que começou do zero está conseguindo crescer com muito esforço e dedicação”, conclui Scandian.

3 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 3 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • M

    Marcus Vinicius de Andrade

    ± 0 minutos

    Já comprei muito lá. Estou satisfeito. Estão de parabéns!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • J

    JAMC

    ± 3 horas

    Taxa de mkt place deles é absurda... não aceitamos proposta deles, só eles querem ganhar, não tem sustentabilidade

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • L

    Leandro Pereira de Lima e Silva

    ± 11 horas

    Vendem muito pelos preços baixos, mas a logística deles é terrível. Dizem que vão entregar o produto no dia A e entregam 2 semanas antes. Se fosse um pequeno envelope, tudo bem, mas eles fazem isso com armário. Então entre o dia da compra e o prazo é o prazo de entrega você tem que se virar para estar em casa no dia que eles disserem que vão entregar. E eles não combinam entrega... Só avisam e vão. Se naquele dia não der pra você, problema seu. É bizarro.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]