Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
 | /
| Foto: /

Mais da metade dos lares brasileiros (54,5%) ainda tinha TV de tubo em 2013, segundo os dados da Pnad divulgados nesta quarta-feira (29). A TV de tela fina estava presente em 24,3% dos 65,1 milhões de domicílios pesquisados. Os dois modelos de televisão eram encontrados em 21,2% das residências.

A pesquisa também mostra que somente 31,2% dos lares tinha TV digital naquele ano. E que 97,2% estavam equipados com ao menos um aparelho de TV.

Apesar da baixa adesão ao modelo, o governo pretende iniciar o desligamento das redes de TV analógica entre 2016 e 2018, o que só se completará quando o percentual de acesso à TV digital dos lares brasileiros chegar a 93%.

O país está, dessa forma, ainda longe da meta do governo. O levantamento realizado há dois anos registrou que 28,5% das residências com televisão – 18,1 milhões de lares – dispunham apenas do sinal analógico captado com auxílio de antenas de pequeno alcance e sujeito a mais interferências. Ou seja, não possuíam nem transmissão digital de TV aberta, nem TV por assinatura ou parabólica.

Alcance

O vice-presidente do Instituto Nacional de Telecomunicações (Inatel), Carlos Nazareth Marins, afirmou que o alcance da TV digital após 2013 provavelmente aumentou em todo o território nacional. Ele reconheceu, porém, que a meta de encerrar a transmissão do sinal analógico até 2018 no país é ambiciosa e com pouca possibilidade de cumprimento. “Se, com 60 anos de televisão no país, o sinal analógico ainda não chega a 100% da população, triplicar o sinal digital não deverá ser tão rápido”, disse ele.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]