Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • G

    Giancarlo Bento Antoniutti

    ± 13 horas

    As pessoas veem a materia sem ler direito e com o preconceito de que se é materia de imoveis é porque o valor subiu e porque estamos em um outro boom imobiliária...mas a matéria compara o ano passado com este ano, só isso, o ano passado foi muito ruim ainda, estamos vindo de 4 anos de crise direto. O fato de ter dado positivos é bom, mas é obvio que ainda esta distante do desejado.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • J

    JP

    ± 22 horas

    A indústria da construção se prevalece de uma percepção sedimentada na cabeça do brasileiro de que “ imóvel valoriza sempre” . Errado, é facílimo perder dinheiro com imóveis.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    Arthur

    ± 4 dias

    Não estou falando do jornal, do meio, e sim da matéria: tendenciosa...deve ser patrocinada pelos próprios interessados (Construção Civil). Preços exorbitantes e má qualidade, essas são as verdades básicas sobre o setor. Sem falar da dependência do FGTS (aliás, eles não iriam entrar em colapso se o trabalhador pudesse sacar 10% de sua conta? Não pressionaram o governo e conseguiram esta coisa SURREAL e RIDíCULA dos 500 reais?).

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • R

    Reinaldo roda Sobrinho

    ± 4 dias

    Oba vou poder comprar meu barraco.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • R

    Rodrigo de Haro

    ± 4 dias

    Não faz muito sentido essa matéria. Ontem mesmo o G1 publicou que o preço médio dos imóveis já caiu 2% em 2019. Se os lançamentos estão em alto a única explicação é que estão tentando dimuir o estoque de obras que foram desaceleradas e agora aparecem como novas.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • L

    Lucas

    ± 4 dias

    Engraçado que não colocam o padrão desses lançamentos. Com certeza somente lançamentos de alto padrão (caríssimos, de 800k pra cima) ou seja pra um público bem específico. Ou essas kitnets que só servem pra Airbnb ou pessoas com no máximo 3 peças de roupa pra usar na vida, que se você abrir os braços e girar toca todas as paredes do imóvel, E adivinhem?, também supervalorizados no preço do m2. Ou seja, tá se recuperando ou só tá se mantendo pra um público específico que dinheiro não é problema e o lema é "investir"? Tirem suas próprias conclusões.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • T

    Thinker

    ± 4 dias

    Resumo da matéria: vendas de imóveis caíram 2% em 2019. O resto é discurso. E com essa nova lei do “distrato imobiliário” em que o comprador perde 50% do que pagou, se ficar inadimplente, só louco para entrar em financiamento de imóveis neste momento.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • E

    EDUARDO SABEDOTTI BREDA

    ± 4 dias

    O artigo tenta convencer que queda nas vendas de 2% até maio ou 1% em 12 meses é igual a crescimento. É a segunda reportagem da Gazeta, em poucos dias, tentando convencer o distinto público que o mercado está aquecido. Acredita quem quer.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • J

    Jorge Dias

    ± 4 dias

    Ainda NÃO ENTENDO como o m2 construído pode custar R$ 4.000,00 em Curitiba, ao passo que o salário BRUTO médio não chega a R$ 2.000,00. É estranho esta JABUTICABA curitibana/brasileira.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • N

      Nilo Bessi Pascoaloto

      ± 4 dias

      Não é jabuticaba infelizmente, o preço dos imóveis descolou da realidade do Zé Povo em tudo quanto é cidade ao redor do mundo.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Maquiavel

    ± 4 dias

    Tem certeza que se trata do Brasil???

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Marcia

    ± 4 dias

    Tem certeza de que é no país inteiro? Aqui no Rio de Janeiro ps preços dos móveis são impraticáveis. Caríssimos. Quem comprava na zona sul foi jogado pra zona norte. Quem comprava na zona norte foi jogado pra bairros que desanimam por causa da violência. Não acredito nisso.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Marcos

    ± 4 dias

    E outra: preços completamente fora da realidade. As construtoras entregam verdadeiras caixas de concreto, sem graça nenhuma, sem beleza nenhuma, bem simplório e vendem o discurso de "alto padrão". Dá licença. E tem gente que entra pelos canos. Depois do prédio cheio, começa a se perceber o tal do alto padrão: fritadores de ovos e linguiça. Sai pra lá. Construtoras ruins, entregam produto falho e o comprador que se pique. To ligado com estas construtoras tupiniquins, que prometem mundos e fundos, tratam o cliente como uma virgem vestal, depois de assinado o contrato de compra e venda, mostram o dedo do meio para o cliente. Sem vergonhas.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Marcos

    ± 4 dias

    Comprar imóvel é empatar dinheiro. Quem foi na onda da mídia massiva e assinou um contrato de compra e venda, teve que se virar nos 30 para financiar e alugar, fora os distratos em que o prejuízo foi de 50% pra mais. Quem esta comprando imóvel para "investimento" é quem tem muito dinheiro e não sabe o que fazer, aliado à ostentação tupiniquim colonial. Quer investir em imóvel? USA! Lá você o coloca a venda ou para alugar e chove proposta. Aqui só ganham as construtoras que torcem para um distrato para embolsar 50% do que o tolo do cliente pagou. Fuja de imóvel como o diabo foge da cruz.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • M

      Maquiavel

      ± 4 dias

      Verdade, investir em imóveis é perder dinheiro.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

Fim dos comentários.