Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

A mineradora do grupo EBX, do empresário Eike Batista, MMX, anunciou nesta segunda-feira que seu Conselho de Administração aprovou plano de investimento de 3,5 bilhões de reais para expansão do projeto de minério de ferro de Serra Azul, em Minas Gerais.

A companhia ainda estimou em 1,5 bilhão de reais o investimento necessário para o projeto Bom Sucesso, também em Minas Gerais.

Em Serra Azul, o orçamento de investimento da MMX estima gasto de 79 dólares por tonelada de minério de ferro.

O projeto prevê instalação de beneficiamento de minério de ferro com capacidade para 24 milhões de toneladas por ano, terminal ferroviário e correia transportadora de 10 quilômetros, que será usada para levar o minério da mina para o terminal.

Já o projeto de Bom Sucesso, para o qual a empresa enviou estudo de impacto ambiental ao governo de Minas Gerais em novembro, a MMX estima investimento de 81 dólares por tonelada. O plano estima produção de 10 milhões de toneladas anuais de minério de ferro.

A MMX informou ainda que espera divulgar primeiro relatório de recursos de minério de ferro no Chile no final do próximo ano. A expectativa é alcançar 10 milhões de toneladas.

Segundo a mineradora, o projeto de Serra Azul será estruturado via project finance, em que a participação de dívida do empreendimento será de 75 por cento, com o restante sendo capital próprio da companhia.

"Os assessores financeiros proverão diretamente aproximadamente 800 milhões de dólares dos 1,4 bilhão (2,6 bilhões de reais) que a companhia buscará perante o BNDES, outros agentes de fomento, bancos nacionais e internacionais (...)", afirma a MMX em comunicado ao mercado.

Em meados de setembro, a MMX acertou um aumento de capital de 2,2 bilhões de dólares para acomodar o ingresso de sócio estratégico da Coreia do Sul e fechou acordo para comprar o porto do Sudeste da LLX.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]