Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Caro usuário, por favor clique aqui e refaça seu login para aproveitar uma navegação ainda melhor em nosso portal. FECHAR
PUBLICIDADE

Internet

Brasil é o 79º colocado em ranking mundial de velocidade de conexão à Internet

Mesmo apresentando um aumento de 51% em relação ao ano passado, Brasil ficou em posição intermediária no relatório da Akamai

  • Da redação
Fibra óptica | Groman123Flickr
Fibra óptica Groman123Flickr
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

A Akamai, uma empresa global que distribui imagens e vídeos na Internet para grandes clientes como Facebook e Amazon, publica periodicamente um relatório que avalia e classifica a velocidade da Internet em mais de 200 países. O último, divulgado hoje (8), revela que embora os números do Brasil tenham melhorado, ainda estamos abaixo da média mundial em métricas importantes de acesso à rede.

LEIA MAIS notícias de negócios e tecnologia

Segundo a Akamai, a velocidade média global de conexão à Internet, considerando apenas a banda larga fixa, foi de 7,2 Mbps no primeiro trimestre de 2017, um aumento de 15% em relação ao mesmo período de 2016.

Mesmo registrando uma leve queda em relação ao ano passado, de 1,7%, a Coreia do Sul se manteve na liderança do ranking de países. A velocidade média registrada no país asiático foi de 28,6 Mbps.

No Brasil, a velocidade média apontada foi de 6,8 Mbps, um aumento considerável, de 51%, em relação à média de um ano atrás. Na região das Américas, que inclui Estados Unidos, México e países da América Central, o Brasil foi o país que apresentou o maior salto em um ano. Em seguida, vêm Uruguai (34%) e Chile (27%).

Observando o ranking global, que contempla mais de 200 países e tem por critério um número mínimo de requisições feitas aos servidores da Akamai, vê-se que o Brasil aparece numa posição intermediária. O país é apenas o 79º colocado, à frente de alguns vizinhos latino-americanos como a Argentina (90º, com média de 6,3 Mbps) e Peru (91º, com média de 6,2 Mbps), mas atrás de outros tantos – Uruguai (57º, com média de 9,5 Mbps) e Estados Unidos, líder na região e 10º no ranking global, com velocidade média de 18,7 Mbps.

A Akamai também analisa a média de picos de velocidade nesses países, ou seja, os aumentos esporádicos na velocidade que os usuários podem esperar de suas conexões. Nesse critério, o Brasil é o 84º colocado, com a média de picos de 46,5 Mbps. O líder é Singapura, com 184,5 Mbps.

Conexões móveis

O relatório da Akamai também contempla as conexões móveis. Nesse ranking, o Reino Unido ficou em primeiro lugar, com velocidade média de 26 Mbps. No Brasil, a velocidade média das conexões móveis foi de 5,2 Mbps.

O relatório da Akamai revela uma situação inusitada em países que começaram tarde a se conectarem à Internet e, agora, passam a investir mais pesadamente nas conexões móveis. No Quênia, por exemplo, a velocidade média das conexões móveis já é maior que a da banda larga fixa – 13,7 Mbps contra 12,2 Mbps.

O relatório completo (em inglês, PDF) pode ser baixado aqui mediante o preenchimento de um cadastro.

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Economia

PUBLICIDADE