Produtos da Forno de Minas. | Forno de Minas/Divulgação
Produtos da Forno de Minas.| Foto: Forno de Minas/Divulgação

A fabricante canadense de batata pré-frita congelada McCain fechou acordo com os controladores da Forno de Minas para comprar 49% da empresa brasileira de alimentos, informaram as companhias nesta segunda-feira (5). O valor do acordo não foi revelado. 

A Forno de Minas foi fundada em 1990 pela família Mendonça e atualmente produz, além de pães de queijo, produtos como lasanhas, massas recheadas, e pães de batata através de três marcas — a homônima, São Geraldo e Sérya. A companhia exporta para mais de 15 países e tem três fábricas. As vendas anuais são de cerca de R$ 340 milhões.

A McCain foi fundada em 1957 na cidade de Florenceville-Bristol, no Canadá. É a maior fabricante de batata pré-frita congelada do mundo, emprega 20 mil pessoas e tem faturamento anual de US$ 6,5 bilhões.

Segundo comunicado da Forno de Minas ao mercado, após a operação, a McCain terá 49% de participação na empresa a ser criada, batizada de TPZ Participações, que terá 100% da Forno de Minas. Os fundadores e sócios atuais manterão a parte restante e majoritária.

A transação marcará a saída do fundo de investimento Mercatto da estrutura societária da companhia brasileira. Antes da transação, o Mercatto tinha 29,3% da Forno de Minas.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]