i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
mudança

Positivo Informática muda de nome para dar ênfase à tecnologia

Empresa passa a se chamar Positivo Tecnologia e deve mudar de sede social

  • PorJéssica Sant’Ana
  • 10/04/2017 11:37
Positivo Informática passa a se chamar Positivo Tecnologia | Positivo/Divulgação
Positivo Informática passa a se chamar Positivo Tecnologia| Foto: Positivo/Divulgação

Depois de ter voltado ao lucro em 2016 com a diversificação dos seus negócios, a Positivo Informática vai mudar de nome para dar ênfase à tecnologia. A empresa vai se chamar Positivo Tecnologia, denominação que, segundo a companhia paranaense, reflete melhor a diversificação dos seus negócios. A mudança oficial acontecerá em 28 de abril, quando os acionistas vão se reunir em uma assembleia extraordinária para aprovar a mudança.

Como a Positivo se preparou para a crise dos PCs e voltou a lucrar em 2016

Em entrevista à Gazeta do Povo em março, o vice-presidente executivo da Positivo, Carlos Augusto Moreira, destacou que a companhia quer reforçar ao público e ao mercado que é uma empresa de tecnologia, com atuação em vários mercado, como de celulares e equipamentos na área de tecnologia médica. Ele também afirmou que, pelo ritmo de vendas e tamanho de mercado, os celulares podem ganhar o posto de carro-chefe da companhia em breve.

Desde o fim de 2014, a Positivo começou a focar no segmento de celular para enfrentar a crise dos PCs e dos tablets. A empresa adquiriu em 2015 a marca Quantum, uma empresa curitibana de celulares intermediários que virou uma joint-venture do grupo paranaense, com produção na fábrica da Positivo, em Manaus, e gestão independente.

Em pouco tempo, os aparelhos da Quantum caíram no gosto do público e o segmento de celular, que inclui ainda a marca Positivo, foi responsável por 32% das receita líquida da companhia paranaense em 2016. A empresa também aumentou a sua participação de mercado (market share) no segmente de celular de 2,3% para 4,8%, com 2,3 milhões de unidades vendidas no ano passado.

A Positivo também adquiriu 50% da Hi Technologies, uma startup curitibana de tecnologia médica. O negócio desenvolveu inicialmente um sistema de telemedicina e, hoje, produz oxímetros, aparelhos para monitoramento de partos, sistemas de laudos de eletrocardiogramas e detectores de apnéia do sono. A startup está em preparativos finais para o lançamento de uma nova linha de produtos ainda neste ano.

Além dos celulares e de produtos para a área médica, a Positivo passou a vender decodificadores de sinal digital de televisão. A empresa venceu uma licitação do governo federal, no âmbito do programa Seja Digital, para o fornecimento de decodificadores set-top-box para famílias beneficiárias do programa Bolsa Família. A entrega dos aparelhos acontece até o fim deste ano e o contrato vai render R$ 267 milhões para a Positivo.

Na área de computadores e tablets, o destaque fica para as exportações. A empresa passou a licenciar desde o fim do ano passado a marca de notebooks VAIO e passou a vendê-los na Argentina, no Uruguai e no Chile. O grupo também fechou uma parceria com o governo do Quênia para fornecimento de computadores e tablets para estudantes.

No comunicado divulgado ao mercado nesta segunda-feira (10), a Positivo destacou que o novo nome “brindará o momento de diversificação dos negócios da companhia, que hoje atua com um variado portfólio de marcas, públicos-alvo, segmentos de negócio e geografias”. A empresa também reformou que “busca continuar aprofundando seu foco em inovação tecnológica para oferecer constante atualização em produtos e serviços”.

É a primeira vez que a Positivo Informática muda de nome, desde a sua criação em 1989.

Sede

A Positivo também deve mudar de sede. Uma assembleia extraordinária com os acionistas no dia 28 de abril vai decidir a alteração da indicação da sede da companhia. A Positivo vai retirar do seu estatuto que tem sede na Rua João Bettega, número 5.200, na Cidade Industrial de Curitiba, para deixar somente que tem sede em Curitiba. A justificativa, segundo a empresa, é que a retirada do nome da rua “proporciona simplificação ao permitir eventuais futuras mudanças de sede social na Cidade de Curitiba sem a necessidade de reforma estatutária”. Isso indica que, provavelmente, a empresa vai mudar de prédio.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.