Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE
  1. Home
  2. Economia
  3. Nova Economia
  4. Puxadas pela Índia, vendas globais de celulares simples crescem 38%

Celulares

Puxadas pela Índia, vendas globais de celulares simples crescem 38%

No primeiro trimestre de 2018, as vendas de “feature phones” tiveram um crescimento de 38% em relação ao mesmo período do ano passado

  • Rodrigo Ghedin
Jio Phone, o campeão de vendas da Índia. | Reliace Jio/Divulgação
Jio Phone, o campeão de vendas da Índia. Reliace Jio/Divulgação
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Enquanto o mercado de smartphones encolheu 11% no primeiro trimestre de 2018 em relação ao mesmo período de 2017, o de “feature phones”, celulares mais simples, com teclado numérico físico, poucos apps e bateria de longa duração, cresceu 38%, puxados pela Índia e por uma fabricante local, a Reliance Jio. Os dados são da consultoria Counterpoint.

LEIA TAMBÉM: Chegamos ao ápice dos smartphones. O que vem agora?

A Reliance Jio liderou as vendas de feature phones no primeiro trimestre do ano, respondendo por 15% de todo o mercado. Indiana, a empresa aproveitou a forte demanda do país, que adquiriu 43% de todos esses produtos no período.

A Counterpoint estima que, anualmente, 500 milhões de feature phones ainda são vendidos. Mesmo com recursos simplórios comparados a smartphones, eles têm vantagens: são mais simples, aguentam mais pancadas, têm baterias mais duradouras e custam pouco.

O Jio Phone, campeão de vendas da Reliace Jio, custa cerca de R$ 70. Ele é bem simples, com tela de 2,4 polegadas de baixa resolução e câmeras de 2 e 0,3 megapixels, mas traz alguns recursos dignos de smartphones, como aplicativos, suporte a redes 4G e até um assistente de voz, e outros especialmente pensados para o mercado indiano, como interface em 22 dialetos típicos do país.

Além da Reliace Jio, outra empresa aparece com força no relatório da Counterpoint: a HMD, dona da marca Nokia para smartphones — e feature phones. Com releituras de grandes sucessos do passado e confiando no KaiOS, um sistema operacional de código aberto mais moderno, a HMD conquistou 14% do market share global de feature phones.

LEIA TAMBÉM: Celular para o ladrão: aparelhos simples viram alternativa para lidar com assaltos

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE