O ministro alemão de Finanças, Wolfgang Schauble, afirmou que o pior da crise da zona do euro "ficou para trás", em entrevista ao jornal popular Bild, em sua edição que sairá na sexta-feira (28). Schauble se mostra assim mais otimista que a chanceler Angela Merkel, que no dia 10 de dezembro afirmou que "não era possível retirar completamente o alerta".

Merkel disse estar "prudentemente otimista", relativizando assim o otimismo do presidente francês, François Hollande, para quem a crise do euro também já "ficou para trás".

Schauble disse em sua entrevista ao Bild que a Grécia está consciente de que somente superará suas dificuldades mediante difíceis reformas. "O governo de Atenas sabe que não pode pedir muito financeiramente aos demais países da zona do euro", afirmou.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]