i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Filmes

Oferta de lançamentos por streaming é limitada

Levantamento mostra que serviços on demand e de streaming ainda têm muito a crescer para alcançar locadoras físicas

  • PorBreno Baldrati e João Pedro Schonarth
  • 04/03/2012 21:10
Veja quais serviços têm mais filmes da lista das 20 maiores bilheterias do Brasil no ano passado |
Veja quais serviços têm mais filmes da lista das 20 maiores bilheterias do Brasil no ano passado| Foto:

Tendência é que usuário controle a programação

tendência, segundo Dante Compagno, da GVT, é que cada vez mais os usuários tenham controle sobre o que assistir e a que horas. "Há cada vez mais conteúdo e menos tempo", diz. O que era passivo, preso às grades das emissoras, vira ativo, e pode se ver o que quiser, na hora em que bem entender. Sem falar que a TV vira também um centro de mídia para ouvir suas músicas, rádios online, ver fotos, clipes, jogar games, etc.

Há algumas maneiras de se começar a ver TV assim. A mais cara é a SmartTV (TV com internet). Seus modelos mais baratos e menores (32 polegadas) não saem por menos de R$ 1.500. Outra opção é acessar a web através de um console de jogos. Um pouco mais barato, mas ainda assim na faixa de R$ 700. E ocupam espaço com sua caixa e controles.

A opção mais prática e econômica para levar a internet para sua TV (que não seja ligar seu computador direto no televisor) é uma categoria de produtos ainda pouco difundida no Brasil: os set-top bo­­xes ou digital media receivers. Abran­­ge uma variedade de módulos que ligamos na TV para canalizar conteúdo digital para nossos receptores. "Set-top box" significa, literalmente, "caixa que vai em cima do aparelho". O termo é usado nos EUA há décadas para qualquer tipo de conversor para a televisão, desde os heroicos transformadores de sinal UHF (leia abaixo a resenha de três aparelhos).

Da Redação, com Agência Estado

  • Saiba como funciona e quais os preços de cada um dos serviços
  • Confira algumas opções de Set-top box

Entre os 20 filmes com maior bilheteria no Brasil no ano passado, nem todos podem ser assistidos sem a necessidade de uma cópia física do DVD ou do Blu-Ray. Embora todos já estejam nas locadoras, nos serviços de filmes on demand e de streaming a oferta é mais escassa. De acordo com o levantamento feito pela reportagem, o NetMovies e a Blockbuster Online, que fazem a locação do DVD e entregam e recolhem os filmes em casa, a lista está completa ou quase completa. Nos serviços Now Net On Demand, iTunes e GVT On Demand, há entre 8 e 14 filmes da lista de mais vistos do ano passado – cinco títulos da loja da Apple, porém, estão disponíveis apenas para compra. Sky Online tem 7 e Terra TV, 6 (e um para venda). O Netflix não possui nenhum dos lançamentos. A pesquisa foi feita na semana passada. Filmes que já estiveram disponíveis em algum momento, mas que por algum motivo foram retirados do catálogo, não foram contados como disponíveis.

Dante Compagno, diretor de TV por assinatura da GVT, explica que os filmes dos serviços on de­­mand precisam respeitar um período pré-estabelecido pelos estúdios entre a saída do cinema e a che­­gada às lojas das operadoras. "Normalmente, leva 120 dias. Mas o filme pode ficar na lista de lançamentos dos seviços on demand por apenas 90 dias. Depois disso, sai da loja para ser transmitido pelos canais de filme premium, como HBO e Telecine, e só voltam para a sessão de catálogo após ter passado pela TV aberta, o que pode levar até dois anos", conta. Segundo ele, os filmes hoje chegam às locadoras físicas no mesmo dia que ficam disponíveis nos serviços on demand.

No caso da Sky Online, a média é um pouco maior. "A entrada de filme na grade de qualquer serviço de locação de conteúdo obedece uma ordem que é chamada de janela", diz Regina Von Zuben, diretora de produtos da Sky. "Em média, um filme estará no Sky Online de 4 a 6 meses depois seu lançamento no cinema. A Sky então faz acordos com os estúdios e seleciona os filmes que quer exibir. A estratégia da empresa neste sentido é trazer o que há de mais relevante para o assinante."

Por enquanto, a Sky vende ou aluga os filmes por unidade, mas pretende lançar um programa de assinatura, ao estilo do Netflix. Bem mais barato, a R$ 14,90, é um serviço mais voltado a cinéfilos ou a quem gosta de filmes mais antigos, já que o acervo é menos atualizado.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.