Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado

O presidente Jair Bolsonaro (PL) sancionou o Orçamento para 2022. Ao todo, são quase R$ 5 trilhões que haviam sido aprovados pelo Congresso no final do ano passado e que vão nortear as despesas deste ano. Só que o texto passou por algumas mudanças, com Bolsonaro cortando um pouco desse valor na hora de sua assinatura.

Ao todo, foram vetados cerca de R$ 3,2 bilhões em despesas. Parece muito, mas ficou bem abaixo dos R$ 9 bilhões que o Ministério da Economia queria que fossem vetados para  dar um respiro nas contas públicas. Isso significa que 2022 vai ser mais um ano contando moedas e cortes em setores importantes — e com muito espaço para o surgimento de algumas bombas com as quais o governo terá que lidar.

Uma delas já vem fazendo bastante barulho, por exemplo. Desde que Bolsonaro prometeu reajuste salarial às forças policiais federais, outros servidores seguem pressionando o Planalto e ameaçando paralisações. E o Orçamento não traz uma solução para isso, deixando as coisas ainda em suspenso e com possibilidade de explodir.

Para entender um pouco mais sobre as possíveis dores de cabeça que podem surgir graças a esse orçamento apertado, este episódio do podcast 15 minutos conversa com Fernando Jasper, editor de Economia da Gazeta do Povo, para analisar os valores atuais e os cortes anunciados.

***

O podcast 15 minutos é um espaço para discussão de assuntos importantes, sempre com análise e a participação da equipe de jornalistas da Gazeta do Povo. De segunda a sexta, de forma leve e dinâmica, com a duração que cabe na correria do seu dia. Apresentação é do jornalista Márcio Miranda.

***

Ficha técnica: ‘15 minutos’, podcast de notícias da Gazeta do Povo #Apresentação e roteiro: Durval Ramos; direção de conteúdo: Rodrigo Fernandes; equipe de produção: Maria Eduarda Scroccaro montagem: Leonardo Bechtloff; estratégia de distribuição: Marcus Ayres.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]