Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

O Google anunciou nesta quarta-feira (25) em São Paulo que implementou novas ferramentas para ajudar a monitorar o conteúdo inapropriado disponível no seu site de relacionamentos Orkut.

Uma das soluções torna dez vezes mais rápida a análise de denúncias contra comunidades do Orkut, segundo a empresa. A companhia afirmou também ter contratado pessoas que falam português para trabalhar no combate a perfis relacionados, por exemplo, a racismo e pedofilia, e ter aumentado em 14 vezes o número de funcionários que monitoram as comunidades denunciadas.

O Google decidiu ainda aumentar para dez o número de moderadores de cada comunidade. A atitude impede que uma pessoa sozinha tenha controle sobre o que é colocado em cada perfil e facilita o controle de conteúdo impróprio.

Uma nova ferramenta também está sendo desenvolvida para servir de canal de comunicação direto com as autoridades brasileiras, de acordo com o Google. A empresa não anunciou quando ela entrará em funcionamento.

"Essas ferramentas são uma evolução natural do site. Não tem relação com as acusações do Ministério Público", disse o Luiz Barroso, engenheiro do Google Inc, durante entrevista coletiva. A empresa é acusada pelo Ministério Público Federal de não contribuir para a quebra de sigilo de usuários de comunidades criminosas que atuariam no site.

A empresa já respondeu a 40 ordens judiciais no Brasil relacionadas ao Orkut, segundo o engenheiro. O Ministério Público alega que as informações fornecidas pela empresa são insuficientes para identificar as comunidades.

No final de agosto, o juiz José Marcos Lunardelli, da 17ª Vara Cível da Justiça Federal em São Paulo, estabeleceu um prazo de 15 dias para que o Google cumprisse ordens judiciais relacionadas à quebra de sigilo dessas comunidades. Em caso de descumprimento, a multa diária seria de R$ 50 mil para cada ordem judicial de quebra de sigilo não-cumprida (em São Paulo, onde há 38 delas, o prejuízo seria de R$ 1,9 milhão por dia).

As informações deveriam ter sido entregues até o final de setembro, mas o Google Brasil, subsidiária do Google Inc., entrou no final daquele mês com um recurso que classificava a decisão como nula.

O recurso do Google está sendo julgado.

Lançado no início de 2004, o site de relacionamentos Orkut se tornou um fenômeno no Brasil. A popularidade -- dos 30,8 milhões de internautas cadastrados atualmente, 62,72% dizem ser brasileiros.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]