Para presentear todos os filhos e sobrinhos, o casal Ana Paula e Djalma optou por ovos  de  Páscoa de R$ 5,99. | JONATHAN CAMPOS/GAZETA DO POVO
Para presentear todos os filhos e sobrinhos, o casal Ana Paula e Djalma optou por ovos de Páscoa de R$ 5,99.| Foto: JONATHAN CAMPOS/GAZETA DO POVO

Os comerciantes têm uma percepção em comum: os lucros com a venda de doces e chocolates em época de Páscoa vêm diminuindo. A dois dias da data e já com promoções para incentivar a compra, foi fraco o fluxo de clientes nas lojas do centro de Curitiba nesta sexta-feira (25).

Marisa Griebler, proprietária da Cacau Show da Avenida Marechal Deodoro, no Centro, registrou redução de 30% no movimento em relação a 2015. “Em 2014, as vendas foram ótimas. Ano passado, um pouco menos, mas a média de gastos por pessoa ainda variava entre R$ 300,00 e R$ 400,00. Agora, é difícil quando passa de R$ 100,00”, conta.

Segundo ela, as opções mais procuradas têm valor em torno de R$ 20,00. “As pessoas também têm priorizado as crianças e já não levam mais presentes para a família toda”, comenta. Os ovos que não são vendidos até o domingo de Páscoa permanecem na loja por mais alguns dias, mas o que fica costuma ser distribuído por ela a instituições de caridade. Marisa espera que, no sábado, o fluxo de clientes aumente um pouco.

A dona de casa Ana Paula Ribas de Oliveira e o marido, Djalma da Silva, da área da construção civil, aproveitaram a folga da Sexta-feira Santa para buscar opções para as crianças da família nas Lojas Americanas, da rua Marechal Floriano Peixoto, também com fraco movimento. “Já pesquisamos em outras lojas e os preços não mudam muito, mas, com as promoções de última hora, fica mais fácil comprar”, diz Djalma. Este ano, o casal vai levar chocolates para os dois filhos e os dez sobrinhos. Para presentear todos, entretanto, a escolha foi por ovos de R$ 5,99.

Adaptação

Para driblar a baixa procura pelos doces, as lojas vêm oferecendo descontos e vantagens na véspera da Páscoa. Allan Johnson Coelho, dono de cinco lojas da franquia da Cacau Show, sendo uma delas na Rua XV, conta que desde o ano passado, motivado pela sobra de ovos, passou a fazer promoções, que agradaram a clientela. “Na compra de dois ovos de R$ 36,00, por exemplo, o terceiro sai de graça”, diz. Segundo ele, a queda no movimento em comparação ao ano passado foi de 15%. “Temos lojas no Shopping Mueller, em São José dos Pinhais e na Fazenda Rio Grande. Nessa última, a queda foi ainda maior”.

Dentre as distribuidoras de doces na região da Rua André de Barros, a Dolly Doces era a única aberta nesta sexta-feira. Marcos Staub, gerente da loja, conta que há uma década abrem as portas no feriado e, neste ano, uma mudança no comportamento do consumidor pôde ser percebida. “As pessoas compraram mais barras de chocolate para fazer ovos ou bombons em casa. Em outros anos, chegávamos nesta época quase sem opões na loja. Neste, compramos 30% a menos do que em 2015 e estamos com bastante sobra”. Ele também acredita que os clientes passaram a fazer mais cálculos entre gramatura oferecida e preço cobrado. “Temos ovos de 150 gramas que custam R$ 33,90. Algumas barras de chocolate com o mesmo peso saem por R$ 4,00. O momento econômico que vivemos incentiva contas assim”, conclui.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]