i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Relatório Focus

Pela primeira vez, economistas preveem queda do PIB em 2016

Para este ano, expectativa de recuo da economia piora e chega a 2,01%

    • Agência O Globo
    • 17/08/2015 09:29

    As previsões dos economistas do mercado financeiro em relação ao desempenho da economia em 2015 e 2016 pioraram mais uma vez. O relatório Focus, do Banco Central, mostra pela primeira vez que este ano deve terminar com uma queda no PIB de mais de 2%, enquanto para o ano que vem a expectativa já é de retração, de 0,15%. Já as expectativas em relação à inflação em 2015 deram trégua pela primeira vez após 17 semanas de alta e foram mantidas em 9,32%.

    Para o PIB de 2015, a projeção dos economistas piorou pela quinta semana seguinte. No último relatório, divulgado na segunda-feira da semana passada, a expectativa era de que a economia terminasse o ano com uma retração de 1,97%. O recuo, porém, deve ser mais intenso, de 2,01%, segundo o Focus. Há um mês, a expectativa de retração era de 1,70%.

    Em 2016, pela primeira vez, os economistas acreditam que o PIB ficará no terreno negativo. É segunda semana seguida de redução das expectativas. Na semana passada, a previsão era de que a economia terminasse o ano que vem estagnada. A pesquisa divulgada hoje, porém, já indica que a atividade econômica vai recuar 0,15%. Há quatro semanas, os economistas ainda acreditavam em uma alta de 0,33%.

    Inflação

    Em relação ao IPCA, após 17 semanas seguidas de elevação da expectativa para a taxa deste ano, os economistas mantiveram os mesmos 9,32% da semana passada. Já a inflação oficial em 2016 deve ficar em 5,44%, com uma leve alta frente ao dado projetado na semana passada, que foi de 5,43%.

    A cotação do dólar no fim deste ano e do próximo também foi revista pelos economistas consultados pelo Banco Central. Em 2015, a moeda americana deve fechar o ano em R$ 3,48. O valor é bem superior aos R$ 3,40 projetados na semana passada e marca a quarta elevação seguida. Há apenas quatro semanas, a cotação esperada era de R$ 3,23 no fim deste ano. Para 2016, a expectativa é de que moeda fique em R$ 3,60 — a terceira alta consecutiva e também bem acima dos R$ 3,50 do último Focus. Há um mês, esperava-se que a divisa americana fechasse o ano que vem em R$ 3,40.

    A taxa básica de juros, a Selic, deve ficar em 14,25%, segundo o Focus. Os economistas mantiveram a expectativa para este ano. Já para o ano que vem, a previsão desta semana mostra leve queda, de 12% para 11,88%.

    Deixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.