A Petrobras pode perder o grau de investimento em função das novas denúncias de corrupção envolvendo funcionários da companhia e após ter adiado a divulgação do seu balanço do terceiro trimestre, justamente porque a empresa de auditoria PriceWaterhouseCoopers se recusou a avalizar os números. A avaliação é de Leandro Martins, analista-chefe da Walpires Corretora.

"Meus clientes aqui na corretora estão vendo tudo isso de forma muito pessimista, com muita apreensão. Infelizmente, a ingerência do governo vem atrapalhando demais a companhia", comenta. Segundo ele, o rating da Petrobras e também a nota soberana do Brasil podem ser rebaixados em breve, correndo o risco de perder o grau de investimento, o que teria impacto muito grande no mercado, já que diversos fundos só podem investir em empresas que tenham essa classificação.

Martins aponta que a ação PN da Petrobras vem testando o suporte de R$ 12,60 há algum tempo e deve furá-lo hoje, o que significa que pode cair abaixo de R$ 12,00, testando as mínimas do ano. "O papel vem sendo muito penalizado, em função das diversas investigações rondando a empresa e do reajuste aquém do esperado para os combustíveis", explica.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]