i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Mercado

Ações da GM têm queda menor depois da saída de Kerkorian

  • PorReuters/Globo Online
  • 21/12/2005 08:18

DETROIT - As ações da General Motors registraram sua menor queda em 18 anos na terça-feira, depois que o financista Kirk Kerkorian anunciou ter vendido uma grande parte de sua recente participação na companhia. Kerkorian Tracinda Corp. se desfez de 12 milhões de títulos da GM em dezembro para pagamento de impostos estaduais e federais.

Tracinda afirmou, em comunicado à Comissão de Valores dos EUA (SEC), ter vendido 5 milhões de ações por US$ 22,02, no dia 15 de dezembro, e outras 7 milhões de ações no dia 19 por US$ 20,21, totalizando US$ 251,6 milhões.

As vendas deixam a Tracinda Kerkorian com 44 milhões de ações (7,8% de participação na GM). Antes da venda, a holding detinha 9% de participação.

Em maio, a Kerkorian ofereceu US$ 31 por ação em uma oferta de participação na General Motors. Nesta quarta-feira, as ações da GM recuavam 4% nos mercados europeus. Além disso, os papéis também foram atingidos pela divulgação dos planos de produção da rival Toyota Motor para 2006, aumentando os temores de que a GM será superada pela empresa japonesa como maior montadora do mundo já no ano que vem.

A Toyota afirmou que planeja produzir um recorde de 9,06 milhões de carros em 2006. Os papéis da GM recuaram 4,8% nos negócios da tarde na Bolsa de NY. A ação chegou a cair mais de de 5% no dia, cotada a US$ 19,63, menor patamar desde 1987. No ano, os títulos da GM já caíram mais de 50%.

A GM não divulga projeção de vendas e produção para o ano, mas alguns analistas disseram que a tendência atual aponta para uma queda para a segunda colocação no ranking mundial das montadoras pela primeira vez em 70 anos.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.