i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Oportunidades

Concursos abrem 50 mil vagas

Após um ano de congelamento nos processos seletivos do setor público, previsão é de que em 2012 o governo inicie uma nova onda de contratações

  • PorLuiz Felipe Marques
  • 31/01/2012 21:20
Confira no infográfico as informações de alguns dos concursos mais esperados no ano pelo país |
Confira no infográfico as informações de alguns dos concursos mais esperados no ano pelo país| Foto:

Primeira tentativa

Quatro horas de estudo por dia

Daniela Amaral está se preparando para o seu primeiro concurso. Nos próximos meses, ela deve fazer a inscrição para a prova da Caixa Econômica Federal, cujo edital deve ser lançado ainda no primeiro semestre. Ela começou a estudar em janeiro e acredita que os meses de preparação devem fazer diferença na hora das provas. Daniela frequenta aulas diárias de três horas e ainda dedica parte do seu dia para o estudo. "Estudo no mínimo uma hora por dia em casa e ainda, sempre que consigo um espaço no meu dia, encaixo algumass leituras", diz Daniela. Segundo ela, a intenção é de ir aumentando o tempo de estudo gradativamente ao passo que os processos forem se aproximando.

Experiência

A caminho do 15º concurso

Com 14 concursos já feitos, o advogado Guilherme Schulz pode ser considerado um "concurseiro profissional". Ele tem um objetivo de longo prazo: ser aprovado como diplomata nas provas do Instituto Rio Branco, um dos concursos mais concorridos do país. Quando estava com 17 anos, recém-aprovado no vestibular, ele recebeu a indicação de pais e amigos para que tentasse concursos de nível médio. Desde então, foi aprovado em seis e nomeado em três. Hoje trabalha na Universidade Federal de Pelotas (RS). No domingo, ele vem a Curitiba para tentar o concurso do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná, passo que deve anteceder as etapas para o Rio Branco, para o qual planeja começar a se dedicar a partir de 2014.

Carreira

Foco nas empresas públicas

Keli Moura foi aprovada em concursos da Copel e da Cobra Tecnologia, subsidiária do Banco do Brasil, onde trabalha hoje. Mas ela pretende trilhar toda sua carreira em empresas públicas e, por isso, deve seguir estudando e se inscrevendo para novos processos. Ela não revela uma empresa alvo para seus planos, mas quer continuar evoluindo nos concursos para conquistar cargos mais altos. "Quando você passa em um concurso, acaba vendo que tem possibilidades de entrar em outros maiores. E por isso é importante continuar nas aulas e atento às oportunidades", afirma. No momento, ela faz aulas para o concurso da Caixa, mas já pensa em apostar nos processos de tribunais do estado.

  • A jovem Daniela Amaral vai tentar seu primeiro concurso público neste ano. Ela está se preparando num cursinho especializado e estudando por conta própria nas horas vagas

Com a estimativa de pelo menos 50 mil ofertas de vagas, 2012 será o ano de retomada dos concursos públicos. Alguns processos foram abertos ainda em janeiro e a previsão é de novas vagas para todo o período. Analistas ressaltam que esse deve ser o início de um ciclo de contratações de funcionários do setor público com fôlego para durar até 2015, pelo menos.

Apenas a administração direta do governo federal vai oferecer ao menos 21,1 mil vagas neste ano, número que reúne novos concursos, nomeações e também a substituição de terceirizados. As estimativas de convocação das principais empresas estatais são de no mínimo 24,8 mil postos de trabalho para o mesmo período – o número que não considera as vagas a serem ofertadas pela Petrobras, que já anunciou a contratação de 15 mil funcionários até 2015, parte dos quais deve ser efetivada neste ano.

No ano passado, vários concursos federais – que costumam oferecer um alto número de vagas – foram suspensos, levando a um volume representativo de oportunidades congeladas. De acordo com o governo, a decisão fazia parte de um pacote de corte de custos de R$ 50 bilhões em 2011.

O número de vagas oferecidas ainda pode aumentar. Diversos concursos estão aguardando a aprovação do Ministério do Planejamento, pasta responsável por autorizar as vagas do Exe­cutivo federal.

Entre as instituições que já lançaram concursos neste ano estão a Polícia Federal, a Polícia Rodo­viária Federal e a Casa da Moeda. Em fe­­ve­­reiro, deverá ser a vez da Caixa Econômica Federal. O banco vai oferecer 5 mil vagas durante o ano de 2012.

Outros órgãos, como a Advoca­cia Geral da União (AGU), a Agência Nacional do Petróleo (ANP) e o De­­partamento Nacional de Infraes­­trutura de Transportes (Dnit), ainda aguardam a liberação do Minis­té­rio do Planejamento. A expectativa é de que, somados, somente esses órgãos abram quase 700 va­­gas ainda em 2012.

"Hoje vemos um número alto de vagas voltadas aos níveis médio, técnico e superior. E elas são direcionadas a diferentes áreas de atuação, em órgãos diferentes. O país tem várias oportunidades para quem pensa em seguir a carreira pública", afirma o professor José Wilson Granjeiro, diretor da Gran Cursos, escola de Brasília voltada à preparação para concursos.

Segundo ele, concursos como os da Petrobras, da Caixa e do Ban­co do Brasil continuam sendo os preferidos dos candidatos. "E ocorre de eles estarem contratando mais que em qualquer outro perío­do. O BB está prevendo 16,8 mil vagas, a Petrobras promete 15 mil até 2015. Nunca vimos isso", diz.

Outra notícia boa para os concurseiros é que, segundo Gran­jei­ros, este ritmo deve se manter pe­­­los próximos anos, sustentado por projetos de infraestrutura e pela aposentadoria de uma grande parcela dos atuais concursados.

"Temos um cenário favorável para este ano e ele deve se expandir. A partir do nosso acompanhamento da área, há a estimativa de que algo em torno de 85% dos atuais servidores se aposentem até 2015, o que dá a visão de períodos ainda melhores pela frente", afirma Granjeiros.

Aumenta a procura por cursos preparatórios

Quem acompanha de perto e também se beneficia do movimento das grandes ofertas de vagas públicas são os cursos preparatórios para as carreiras. Diretor da Gran Cursos, de Brasília, José Wilson Granjeiro afirma que, apenas em janeiro, o número de alunos da escola apresentou um crescimento de 500% em relação ao mesmo mês do ano passado.

Heitor Carvalho, coordenador adjunto do curso Aprovação, de Curitiba, observa o mesmo fenômeno. "Desde novembro, presenciamos um sensível aumento no numero de matrículas. E o que percebemos é que isso vem em torno tanto dos concursos que acontecem agora, em janeiro e fevereiro, e também para processos que devem ser realizados nos próximos meses do ano", diz Carvalho.

Perfil

Para Granjeiro, o perfil de quem aposta nos concursos tem mudado nos últimos anos. Segundo ele, atrativos como a estabilidade e os bons salários continuam valorizados, mas a profissionalização dos órgãos também tem chamado a atenção dos candidatos. "O formato das carreiras está interessante e isso tem gerado uma mudança cultural muito forte. Elas estão conseguindo valorizar aspectos da formação e da vocação dos candidatos, em alguns casos da mesma maneira que a iniciativa privada", aponta Granjeiro.

Segundo ele, esse quadro faz com que um número cada vez maior de jovens passe a se dedicar às carreiras públicas, o que, somado à qualidade na formação, pode levar o país a ter uma administração pública mais eficiente.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.