Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

A eventual paralisação dos funcionários da Petrobrás parece estar cada vez mais próxima. Os petroleiros estão em busca de um reajuste salarial de 9,89% e um plano de previdência para os recém-contratados. O Sindicato dos Petroleiros do Paraná (Sindipetro) já cogita uma greve inicial de cinco dias, ainda sem data marcada, caso as exigências da categoria não sejam aceitas. Se ainda assim não houver acordo, uma paralisação por tempo indeterminado pode desabastecer as reservas de gasolina e gás natural em todo o estado.

A contra-proposta feita pela estatal foi a de equiparar os índices de inflação, que giram em torno de 4,89%. Segundo o presidente do Sindipetro no Paraná, Anselmo Ernesto Ruoso Júnior, essa proposta feita pela Petrobrás é considerada "pífia".

As discussões sobre a realização ou não de uma paralisação prosseguem em caráter nacional.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]