Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

A retomada das exportações de carne pelo Paraná depende da superação da aftosa pelo Mato Grosso do Sul, disse o secretário da Agricultura e Abastecimento, Newton Pohl Ribas. Ele argumenta que o estado vizinho faz parte do mesmo circuito de distribuição de carne e não é considerado área livre da doença.

A carne do Paraná e São Paulo enfrenta barreiras internacionais desde outubro do ano passado, após a confirmação de casos de aftosa no Mato Grosso do Sul.

A expectativa do Ministério da Agricultura é de que o Mato Grosso do Sul cumpra até dezembro as medidas necessárias. Só depois disso o Mapa deve encaminhar um relatório à Organização Internacional de Epizootia (OIE) pedindo que essa condição seja reconhecida no exterior. O certificado da OIE é uma das exigências dos países que importam carne. (JR)

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]