i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Petróleo

Primeiro óleo extraído da camada pré-sal é celebrado pelo governo

Mesmo sem que as novas regras para o setor estejam definidas, campo de Tupi, na Bacia de Santos, começa a operar em caráter experimental

  • PorDas agências
  • 01/05/2009 21:01
O presidente da Petrobras (à esq.) e técnicos da estatal retirando a primeira porção de petróleo de águas ultraprofundas: Lula não foi à plataforma por questões de segurança | Divulgação/Agência Petrobras
O presidente da Petrobras (à esq.) e técnicos da estatal retirando a primeira porção de petróleo de águas ultraprofundas: Lula não foi à plataforma por questões de segurança| Foto: Divulgação/Agência Petrobras

Petrobras quer equipamentos nacionais

A área de Tupi – maior reserva de petróleo descoberta nos últimos 30 anos no mundo, com algo entre 4 e 8 bilhões de barris – vai marcar uma nova era não somente na exploração e produção de petróleo no Brasil, mas também uma nova fase de contratações da Petrobras, que irá visar o desenvolvimento da indústria nacional. Já está em curso junto aos fornecedores da companhia um processo de encomendas de novos equipamentos em grande escala, que privilegia a apresentação de um cronograma gradativo para aumentar o conteúdo nacional nos projetos e nas peças ao longo dos próximos cinco anos.

Leia a matéria completa

Gripe suína faz estatal cancelar viagem para feira nos EUA

Com o agravamento da gripe suína nos Estados Unidos, a Petrobras cancelou a ida dos funcionários que participariam da Offshore Technology Conference (OTC), no início da semana que vem em Houston, no Texas. A informação foi dada ontem pelo presidente da estatal, José Sergio Gabrielli.

Leia a matéria completa

Lula pede rapidez na definição do novo marco regulatório

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse ontem que pediu rapidez aos ministros na definição da nova Lei do Petróleo. Ele comentou que deseja iniciar junto ao Congresso e à sociedade o debate para a definição das novas regras do setor petrolífero nacional. "Temos agora uma definição próxima da nova Lei do Petróleo para garantir ao Brasil sua soberania definitiva na questão energética. Pedi à ministra Dilma Rousseff e ao ministro Guido Mantega rapidez nesse projeto do marco regulatório", afirmou.

Leia a matéria completa

Rio de Janeiro - O presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, comemorou ontem a extração com sucesso do primeiro óleo do campo de Tupi, no pré-sal da Bacia de Santos. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva não foi à plataforma Cidade de São Vicente para a extração, como estava previsto, por questões de segurança, mas participou de uma cerimônia na Marina da Glória, no Rio de Janeiro, na companhia do governador fluminense, Sergio Cabral. "Começou a produção e está muito bem, fluindo como o esperado, é um óleo muito bom, de 28 graus API", disse Gabrielli.

O campo de Tupi, o primeiro dos dez blocos já descobertos e que serão desenvolvidos na bacia de Santos, vai produzir durante o Teste de Longa Duração entre 14 mil e 15 mil barris diários, e não mais 30 mil barris diários como planejado anteriormente.

"Estamos iniciando realmente uma nova etapa. A descoberta foi feita em 2006, nenhuma outra descoberta desse tamanho teve o primeiro óleo em três anos", destacou Gabrielli.

A Petrobras prevê produzir 100 mil barris diários de petróleo em Tupi no Plano Piloto, que será iniciado em 2010, e projeta para 2020 cerca de 1,8 milhão de barris diários no pré-sal, praticamente o mesmo volume produzido atualmente pela companhia.

"Os caras"

Vocês é que são os caras", disse o presidente Lula aos diretores da Petrobras, ao encerrar um discurso de quase uma hora na cerimônia de comemoração do início da exploração do petróleo localizado abaixo da camada de sal. A mesma frase havia sido dirigida pelo presidente norte-americano Barack Obama a Lula poucas semanas atrás.

Bem-humorado, brincando muito com a plateia composta por quase mil convidados entre especialistas do setor de petróleo, técnicos e representantes da indústria petrolífera mundial, como os principais executivos da Shell, Exxon, BG e Galp, Lula discorreu sobre vários temas, passando da crise econômica à presença do exército brasileiro no Haiti, para falar da importância de o povo brasileiro se dar o devido valor, num discurso inspirado e que arrancou, aplausos e risadas em diversos momentos.

Ele citou Nelson Rodrigues para falar que o país se livrou do estigma de "vira-lata" que o acompanhava por décadas, lembrou Marechal Rondon, para exemplificar a importância de se desbravar nossas fronteiras e utilizou Ronaldo como exemplo de força de vontade. Depois comentou a própria eloquência no discurso: "Gente, eu estou aqui falando da nova era que tem início hoje, falando de uma transcendência incomensurável", disse. "Vocês estão acreditando que estou dizendo isso? Nem eu estou crendo em mim mesmo. Agora pouco falei ‘concomitantemente’, daqui a pouco vou falar en passant e ainda nem usei o sine qua non. Para quem tomou posse falando ‘menas laranja’ tá bom demais", disse, arrancando gargalhadas da plateia.

Símbolo

Como uma tocha olímpica, uma réplica do barril do petróleo extraído ontem de manhã em Tupi chegou à cerimônia nas mãos do funcionário mais antigo da estatal e foi transmitida de mão em mão para funcionários que tiveram importância histórica na companhia, além de representantes do Esporte (Raí) e da Cultura (Carla Camurati e Paulo Betti), patrocinados pela Petrobras. Por último o barril foi entregue ao presidente Lula pelo presidente da Petrobras, Gabrielli, vestido num macacão laranja, assim como toda a diretoria da estatal e o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão. Após a entrega do barril simbólico, Lula e a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, autografaram os macacões, quando as caixas de som tocavam o tema "Marcha da Petrobras", composta por Luiz Gonzaga em 1956.

"Vou querer uma série destes barris para dar como regalos para todas as autoridades que vierem visitar o Brasil", disse Lula, comentando ainda que ficou frustrado por não ter ido à plataforma instalada em Tupi para a extração do primeiro óleo. "Me senti o noivo na igreja, esperando uma noiva que não apareceu", disse. Apesar de a assessoria da presidência ter divulgado que por motivo de segurança devido às condições climáticas desfavoráveis o presidente não tinha embarcado, Lula comentou no discurso que "foi uma série de desculpas que arrumaram para eu não ir, até que me convenci de que Deus é que queria que eu não fosse".

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.