i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Automóveis

Produção de veículos fecha semestre com alta de 19%, segundo a Anfavea

Resultado é em relação a 2009. De junho para maio, houve queda. Exportações subiram 62,3% no semestre e acumulam US$ 5,73 bilhões

  • PorG1/Globo.com
  • 12/07/2010 08:10

A produção nacional de veículos (automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus) fechou o primeiro semestre do ano com crescimento de 19,1% em relação ao mesmo período de 2009. De acordo com dados da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), divulgados nesta segunda-feira (12), saíram das linhas de montagem 1.753.201 unidades. Entre janeiro e junho de 2009, foram produzidos 1.472.283 veículos.

Na comparação mensal, em junho foram fabricadas 306.350 unidades contra 322.547 em maio — queda de 5%. Apesar do resultado, o nível de produção de junho está acima do patamar de 300 mil unidades, o que é considerado positivo pela indústria. Em relação a junho de 2009, houve aumento de 7,7%.

No mês passado, o segmento de automóveis e comerciais leves registrou produção 5,5% menor, com 285.840 unidades fabricadas. O segmento de caminhões teve alta de 2,6%, para 16.166 unidades. Já o de ônibus teve crescimento de 0,5%, com 4.344 unidades produzidas.

No semestre, o segmento de automóveis e comerciais leves teve alta de 17% (1.639.998 unidades fabricadas), o de caminhões, de 66,8% (89.548), e o de ônibus, 42,3% (23.655).

Exportações

Apesar da recuperação paulatina, as exportações seguem em crescimento, por causa da retomada de mercados externos tradicionalmente compradores de veículos brasileiros, como México, Argentina e Grupo Andino. Segundo a Anfavea, as vendas externas em valores subiram 62,3% no semestre, de US$ 3,53 bilhões de janeiro a junho de 2009 para US$ 5,73 bilhões neste ano.

Embora o crescimento seja alto, os números deste ano são vistos pela indústria com certa cautela. Isso porque o primeiro semestre de 2009 foi afetado pela crise, o que torna o patamar de comparação muito baixo. A preocupação da entidade é que o patamar de 2008 não foi atingido.

No mês de junho, houve queda de 13,7% nas exportações, que somaram US$ 1,02 bilhão contra US$ 1,18 bilhão registrado em maio.

Em unidades exportadas, o acumulado em seis meses é de 357.513 unidades, alta de 78,1% ao comparar com as 200.755 unidades vendidas entre janeiro e junho do ano passado. Na comparação do mês de junho com o mês de maio, houve queda de 13,6% — de 73.793 unidades para 63.737.

Empregos

A indústria automobilística nacional fechou o mês de junho com 130.968 pessoas empregadas diretamente. O nível é 0,9% superior ao do mês de maio, que terminou com 129.813 contratados. Em relação a junho de 2009, o nível de empregos no setor é 9,6% maior. Na época estavam empregadas pela indústria 119.511 pessoas.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.