i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Hotelaria

Sindicatos disputam o litoral

  • Por
  • 28/12/2005 19:41

Dois sindicatos de hotelaria estão disputando a representação das empresas do setor no litoral. O Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Curitiba (Sindotel) não aceita a atuação do Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares do Litoral (Sindilitoral). "É um sindicato fantasma", afirma o presidente do Sindotel, Émerson Jabur. Segundo ele, o Sindilitoral não é uma entidade reconhecida no Ministério do Trabalho e não possui representatividade entre os empresários. "Como pode um sindicato que diz defender os interesses do litoral ter a sede em Curitiba?", questiona Jabur. O presidente do Sindilitoral, José Carlos Chicarelli, se defende, afirmando que desde 2003 atua conforme autorização do Sindotel e dentro da legislação sindical. "Eles mesmos reconheceram que não tinham capacidade de controlar e defender o litoral", diz, citando entrevistas em que Jabur teria feito declarações desse teor. De acordo com Chicarelli, o Sindotel apoiou inicialmente a separação dos sindicatos e hoje o Sindilitoral tem 270 associados, enquanto o concorrente reúne 150. Por sua vez, Jabur pediu ao Ministério do Trabalho a impugnação do decreto que cria o Sindilitoral. O Ministério tem 60 dias para se pronunciar. O impasse teria se agravado após as eleições para a presidência do Sindotel, em 2004, que foi anulada pelo Tribunal de Justiça por supostas irregularidades. Émerson Jabur assumiu a presidência baseado em liminar. Chicarelli apoiava o candidato da oposição.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.