i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Prestação de serviços

Startup economiza 60% para clientes eliminando atravessadores em festas e eventos

  • PorPatricia Basilio, especial para a Gazeta do Povo
  • São Paulo
  • 08/10/2019 10:13
Startup economiza 60% para clientes eliminando atravessadores em festas e eventos
| Foto: BigStock

Uma pesquisa acadêmica sobre o mercado de eventos mudou a vida de Camila Florentino há cinco anos. A turismóloga descobriu que formaturas e festas pessoais e corporativas são oferecidas por meio de até sete intermediários — o que gera uma diferença de até 60% entre o valor pago pelo consumidor e o recebido pelo funcionário que, de fato, realizou o trabalho. A partir dos resultados, ela criou a Celebrar, plataforma de colaboração de profissionais do setor.

“Queria que o profissional que exerce o trabalho realmente recebesse pelo serviço. Auxiliamos desde a criação de CNPJ até a precificação. Conectamos também o fornecedor a quem precisa do serviço”, explicou Camila, fundadora e CEO da startup, nesta segunda-feira (7/10), na Feira do Empreendedor do Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), em São Paulo.

Para ganhar robustez, a Celebrar foi acelerada pela Estação Hack, centro de inovação do Facebook. A startup possui mais de 1 mil profissionais cadastrados em seu banco de dados e contabiliza 4.800 serviços oferecidos. “Temos casos de profissionais que ganhavam R$ 1.500 por mês e agora ganham R$ 10 mil”, destacou. Para referendar a qualidade do serviço, cada cliente dá uma nota aos prestadores e o escore fica visível no site da empresa.

Negócios de impacto social

A startup de Camila faz parte dos 800 negócios de impacto social contabilizados pelo Sebrae, em parceria com o PNUD (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento). Essas empresas movimentam cerca de US$ 60 bilhões anualmente em nível global e registram aumento aproximado de 7% ao ano, segundo levantamento da Ande Brasil (Aspen Network of Development Entrepreneurs), uma rede de empreendedores de países em desenvolvimento.

Negócios de impacto são empresas que ganham dinheiro e fazem o bem ao mesmo tempo. Ou seja, não são instituição filantrópicas. Pelo contrário, elas utilizam parte do lucro em ações positivas à humanidade e ao planeta.

Na avaliação de Eduardo Lopes, diretor da Estação Hack, o empreendedorismo social é caracterizado por uma ideia de negócio que resolve o problema de milhões de famílias — como as que tiveram aumento de renda por conta da Celebrar. “Ninguém inventou nada do zero. A tecnologia, na maioria das vezes, já existe. Eles [empreendedores] simplesmente criam um projeto que ajuda outras pessoas”, acrescentou.

Parceria com iniciativa privada

Para disseminar o empreendedorismo social, a Yunus oferece treinamentos imersivos às grandes corporações — além de acelerar startups que já nasceram neste meio. “Queremos desbloquear o potencial das empresas para inovar, sem deixar que elas se conectem a algum problema e entreguem valor à população”, afirmou Tulio Notini, diretor da Yunus Corporate Innovation, na feira do Sebrae.

De acordo com o executivo, a organização já atuou com a marca de água mineral Ame, da Ambev, para levar água potável à população do semiárido brasileiro, e com a fabricante de veículos MAN América Latina, para criação de projetos em mobilidade. A entidade também lançou este ano uma aceleradora em conjunto com a Neo Química, com foco na atenção primária à saúde. “Aceleramos mais de 40 startups de forma independente e 35, em parceria com a iniciativa privada”, contabilizou Notini.

Leia também: Startups prometem organizar a vida de quem pretende abrir um negócio

1 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 1 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • E

    Edu

    ± 0 minutos

    então, como achar isso aí? é um app? é um site? já existe?

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]