Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Os trabalhadores de obras de infraestrutura no Paraná protocolaram avisos de greve junto a várias empresas. O Sindicato dos Trabalhadores da Construção Pesada do Paraná (Sintrapav) prevê uma onda de paralisações nas obras do setor no estado caso não haja definição nas negociações salariais.

Depois de negociação com o sindicato patronal, Sindicato da Indústria da Construção Pesada (Sicepot), durante o mês de maio, a proposta final foi de 7% de reajuste nos salários e no vale refeição para a renovação da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT). De acordo com o Sintrapav, a proposta foi considerada insuficiente. O pedido dos trabalhadores é de aumento de 12% nos pisos da categoria e de 10,5% na folha em geral, melhorias nos índices de horas extras, participação nos lucros equivalente a um salário base e reajuste de R$ 12,50 para R$ 20,00 no vale refeição.

Em Curitiba e Região Metropolitana a possibilidade greve atingiria as obras do viaduto na Vila Zumbi e a duplicação da Rodovia da Uva, em Colombo. No restante do estado seriam prejudicadas a duplicação da PR-445, em Londrina, a restauração da BR-280, em Londrina, e a duplicação da BR-376, em Ponta Grossa, cujos trabalhadores estão em caráter iminente de greve.

Duplicação da PR-445

Uma reunião de negociação entre o sindicato dos trabalhadores e o sindicato patronal acontece nesta segunda-feira (9) no Ministério do Trabalho, em Curitiba. De acordo com Raimundo Ribeiro Santos Filho, secretário geral do Sintrapav, caso não haja acordo, na terça-feira (10) os trabalhadores da duplicação da PR-445 entrarão em greve. O Sicepot foi procurado para comentar a situação, mas nenhum representante foi encontrado.

Contorno de Mandaguari

As obras no contorno de Mandaguari na BR-376 sentido Londrina, no norte do estado, já estão paralisadas. De acordo com o Sintrapav, como não houve acordo entre trabalhadores e a empresa responsável, as obras estão paradas desde a última quinta-feira (5).

Negociação

Em reunião de negociação dos trabalhadores das obras da duplicação da PR-445 na tarde desta segunda-feira (9), no Ministério Publico, a empresa ofereceu proposta que atende a 90% da pauta de reivindicações. A proposta será apresentada aos trabalhadores na terça-feira (10), e de acordo com o Sintrapav, ela deve ser aceita e não haverá greve.

Na nova proposta há um reajuste de 10% no piso; 9% na folha geral; 120% para hora extras em domingos e feriados em 120%; adicional de 50% em horas extras até 50 horas e acima disso, 80%. Participação dos Lucros equivalente a 1 salário; cesta natalina corresponde R$ 180; R$ 300 de cartão alimentação, e desconto de vale transporte de 3%.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]