095439

Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE
  1. Home
  2. Economia
  3. Twitter perde 9 milhões de usuários, mas vê receita crescer 29% em grande parte por publicidade

tecnologia

Twitter perde 9 milhões de usuários, mas vê receita crescer 29% em grande parte por publicidade

A remoção de contas falsas e a implementação do regulamento de proteção de dados da União Europeia estão entre as razões para a queda no número de usuários da plataforma

  • Taylor Telford, Hamza Shaban
  • The Washington Post
Logo do Twitter na fachada da sede da companhia, em São Francisco. | JOSH EDELSON/AFP
Logo do Twitter na fachada da sede da companhia, em São Francisco. JOSH EDELSON/AFP
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

O Twitter superou as expectativas de Wall Street nesta quinta-feira (25), com o balanço do terceiro trimestre mostrando um crescimento de 29% na receita da companhia em comparação ao mesmo período do ano passado. Apesar disso, uma perda de 9 milhões de usuários foi registrada – de 335 milhões até o mês de junho, a plataforma tem agora 326 milhões de usuários em todo o mundo.

A empresa atribuiu a queda de usuários a várias razões, incluindo a remoção de contas falsas e o regulamento de proteção de dados da União Europeia, ambos implementados neste ano, além de um problema técnico que cortou temporariamente o número de notificações recebidas pelos usuários.

LEIA TAMBÉM: Motoristas da Uber já movimentam R$ 1 milhão em gorjetas por semana

Mesmo assim, e diante dos resultados financeiros obtidos, as ações da empresa subiram mais de 15% nesta quinta (25), cotadas a US$ 31,80 cada. Segundo Brian Wieser, um pesquisador do Pivotal Research Group, reguladores e anunciantes avaliam a plataforma como uma base de mais qualidade do que quantidade.Para ele, os fortes resultados do Twitter devem aumentar a confiança do mercado em relação aos planos de longo prazo da companhia como uma plataforma de anúncios digitais duráveis, embora a ameaça de novas regulamentações de privacidade representem um risco-chave para a empresa.

O Twitter registrou uma receita de US$ 728 milhões no período, bem acima das expectativas dos analistas, de US$ 703 milhões. Grande parte desse crescimento nas receitas veio da publicidade – o total de engajamentos com anúncios na plataforma cresceu 50% em relação ao ano anterior. Segundo executivos, o Twitter acabou por se posicionar como um lugar para o lançamento de novos produtos e propício para a comunicação direta com os consumidores.

LEIA TAMBÉM: Ebanx quer dominar a América Latina

O Twitter teve US$ 106 milhões de lucro nesse terceiro trimestre de 2018, uma alta de 120% em comparação aos US$ 21 milhões de prejuízo registrados no mesmo período de 2017. Durante a conferência com investidores na tarde desta quinta (25), os executivos do Twitter enfatizaram que o objetivo da empresa é “servir à conversação pública” e que a companhia está priorizando a “saúde” da operação em detrimento do simples crescimento em número de usuários. Essa estratégia pode levar a mais quedas no número de usuários a curto prazo, mas impulsionar um crescimento mais sustentável a longo prazo.

“Estamos alcançando um progresso significativo em nossos esforços de fazer do Twitter um serviço diário mais saudável e valioso”, disse o presidente-executivo da empresa, Jack Dorsey, ainda antes da divulgação dos resultados na tarde desta quinta (25). “Estamos fazendo um melhor trabalho de detecção e remoção de contas suspeitas e spam”.

Desde o último trimestre, o Twitter previu que haveria perdas contínuas no número de usuários mensais enquanto trabalha para “limpar” a plataforma. A empresa tem lutado conta a imagem de propagadora de notícias falsas, enfrentando críticas por não eliminar bots ou contas falsas que foram usadas para interferência no governo ou na política. A companhia admite que sua natureza seletiva contribui para oferecer visualizações unilaterais aos usuários.

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE