i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
condução autônoma

Uber compra firma tecnológica especializada em carros sem motorista

    • AFP
    • 18/08/2016 19:36
     | FERNANDA CARVALHO/Fotos Publicas
    | Foto: FERNANDA CARVALHO/Fotos Publicas

    O serviço americano de transporte privado Uber anunciou nesta quinta-feira a aquisição da empresa Otto, especializada em tecnologias de condução autônoma, para continuar avançando no desenvolvimento de automóveis sem motorista.

    “Para oferecer serviços digitais no mundo físico, devemos montar uma logística sofisticada, inteligência artificial e sistemas robóticos”, disse o presidente da Uber, Travis Kalanick, em uma nota em que anunciou a compra da Otto.

    Otto é uma nova empresa em que trabalham 90 pessoas e seu cofundador, Anthony Levandowski, dirigirá os esforços do Uber em tecnologias para automóveis sem motorista, disse Kalanick.

    Uber e taxistas: veja como os candidatos se posicionam sobre o assunto

    Leia a matéria completa

    O valor da aquisição não foi informado pelo Uber, mas a imprensa americana fala em cerca de 700 milhões de dólares.

    Em Estocolmo, o fabricante automotivo sueco Volvo informou que formou uma aliança com o Uber para oferecer transporte em carros autônomos, para o qual preveem um investimento conjunto de 300 milhões de dólares.

    “Isto implicará que o Uber adicionará os sistemas de condução autônoma desenvolvidos por ele mesmo com um veículo Volvo como base”, detalhou o grupo sueco em um comunicado.

    O Uber e a Volvo já tinham se aliado nos Estados Unidos, junto com o serviço de transportes Lyft, a fabricante Ford e o Google, para fundar um ‘lobby’ favorável aos automóveis conduzidos através de computadores.

    Ambas as empresas estão muito avançadas no desenvolvimento desses automóveis do futuro, que permitirão aos seus passageiros se deslocarem sem estar ao volante.

    A Volvo está testando um carro autônomo nas ruas da cidade sueca de Gotemburgo, e o Uber está fazendo o mesmo em Pittsburgh, nos Estados Unidos, com um modelo fabricado pela americana Ford.

    A aliança Uber-Volvo pretende começar um projeto piloto em Pittsburgh no final deste mês.

    “Mais de um milhão de pessoas morrem em acidentes de carro a cada ano. Essas são tragédias que as tecnologias de condução autônoma podem ajudar a evitar. Mas nós não podemos fazê-lo sozinhos”, disse Kalanick, assegurando que 90% dos acidentes de carro se devem a erros humanos.

    Os carros autônomos são um dos principais objetivos das pesquisas da indústria automotiva.

    A Ford e a alemã BMW têm como objetivo começar a fabricar carros sem motorista em 2021. A Alphabet (matriz da Google) e a Apple também estão explorando essa tecnologia.

    Várias empresas vislumbram a utilização desse tipo de carros como táxis. Segundo seus defensores, esses veículos não só reduzirão a mortalidade no trânsito, mas também diminuirão os engarrafamentos e a poluição.

    Deixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 0 ]

    Máximo 700 caracteres [0]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.