Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

A bolsa de Nova York encerrou em forte queda nesta quinta-feira (19), em um mercado deprimido com as ações em queda livre dos bancos Citigroup e Bank of America. Para piorar a situação, no âmbito macroeconômico, o Federal Reserve de Filadélfia reportou a maior queda de atividadedos últimos 18 anos.

Após ter se mantido ligeiramente acima de seu pior resultado de novembro nas duas últimas sessões, o índice Dow Jones Industrial Average recuou 1,19%, perdendo 89,68 pontos, a 7.465,95 unidades, seu pior nível de fechamento desde 9 de outubro de 2002.

O Nasdaq, por sua vez, cedeu 25,15 pontos (-1,71%), a 1.442,82 unidades, enquanto o índice ampliado Standard & Poor's 500, 1,20% (9,48 pontos), a 778,94 unidades. Os dois índices se mantiveram acima de seus recordes negativos do quatro trimestre de 2008.

Bancos em crise

"O que está pesando fortemente é que os dois grandes bancos estão despencando na Bolsa", observou Gregori Volokhine, estrategista da Meeschaert New York.

Os papéis do Citigroup caíram 13,75%, a US$ 2,51, e os do Bank of America perderam 14,00%, negociados a US$ 3,93, após terem atingido seus preços mais baixos em 15 anos durante a sessão.

As ações da Prudential Financial tombaram 16,28% (US$ 18,93) após a empresa ter a nota de crédito rebaixada pela agência de classificação de risco Fitch.

Além disso, a HP reduziu suas previsões de lucro para este ano e ações tombaram 7,89% (US$ 31,39). A empresa agora espera ganho por ação entre US$ 3,76 e US$ 3,88, abaixo da estimativa anterior, de lucro de US$ 3,88 a US$ 4,03.

As ações da General Eletric, cujo braço financeiro está sendo prejudicado por ativos ruins tanto quanto os bancos, foram abaixo dos US$ 10 pela primeira vez desde setembro de 1995. Aposta

Segundo Volokhine, o mercado está apostando em uma estatização temporária dessas duas instituições financeiras, já resgatadas com recursos públicos, o que prejudicaria os acionistas.

"Enquanto o sistema financeiro não se estabilizar, não se chegará a lugar nenhum nos Estados Unidos", acrescentou, referindo-se aos planos anunciados pelo governo para reativar a economia e sustentar o mercado imobiliário.

"Quando os bancos caem, os investidores não querem comprar nada", explicou Mace Blicksilver, da Marblehead Asset Management.

O mercado de títulos caiu. O rendimento dos bônus do Tesouro a dez anos subiu a 2,857%, contra 2,728% na quarta-feira, e o dos de 30 anos de prazo, a 3,688%, contra 3,525% na véspera.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]