035053

Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE
  1. Home
  2. Economia
  3. Warner vai lançar um novo serviço de streaming com conteúdo próprio

televisão

Warner vai lançar um novo serviço de streaming com conteúdo próprio

O streaming estará sob controle da AT&T, controladora do grupo que inclui Warner Bros, Turner (dona do Cartoon Network) e HBO

  • Infomoney
Sucessos como The Big Bang Theory seriam oferecidos pelo novo serviço de streaming da Warner. | Reprodução Warner Channel Brasil
Sucessos como The Big Bang Theory seriam oferecidos pelo novo serviço de streaming da Warner. Reprodução Warner Channel Brasil
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

A Warner anunciou um serviço de streaming próprio com lançamento previsto para 2020. O líder da área de conteúdo da companhia, Kevin Reilly, afirmou em entrevista ao site Hollywood Reporter que a novidade começa a funcionar em modo beta ainda neste ano.

A priori, o serviço terá produções originais, e em 2021 entrarão produtos de outros estúdios no catálogo.

O streaming estará sob controle da AT&T, controladora do grupo que inclui Warner Bros, Turner (dona do Cartoon Network) e HBO. Neste novo serviço, os conteúdos serão das duas primeiras marcas e focados em todas as faixas etárias. Assim, o HBO Go continuará a funcionar como uma opção separada no portfólio, considerando que possui mais de 50 milhões de assinantes ao redor do mundo e conteúdos de sucesso como as séries Game of Thrones e Westworld.

+LEIA TAMBÉM: Serviço de streaming da Disney ganha nome e site brasileiro

Por outro lado, o novo serviço de streaming traria sucessos da marca, como Friends e The Big Bang Theory, além do clássico filme Casablanca.

Reilly afirma que não há pretensão de disputar diretamente espaço com a Netflix, porque o novo serviço vai atuar como uma alternativa diferenciada para os usuários.

Ainda não se tem informações sobre preços e se a opção chegará ao Brasil. Com o aumento da concorrência entre serviços de streaming, o segmento de TV a cabo vai perdendo força. 

“Vários players estão entrando ou aumentando seu foco no serviço de streaming, o que deve levar a custos de conteúdo mais altos. Continuamos cautelosos em relação ao segmento de TV por assinatura, que enfrenta concorrência de serviços de OTT como a Netflix e deve levar mais tempo para se recuperar mesmo em um cenário de melhoria econômica”, afirmou a equipe de analistas do Bradesco BBI.

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE