i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Informação

WikiLeaks promete denúncias de corrupção

  • 28/11/2010 21:03

Comunicações diplomáticas sigilosas dos Estados Unidos relatando acusações de corrupção contra go­­vernos estrangeiros devem aparecer em documentos oficiais que o grupo WikiLeaks pretende divulgar em breve. O site "dedo-duro" avi­­sou pelo Twit­­ter que seu próximo lote de documentos terá sete ve­­zes o tamanho do pacote divulgado em outubro, que continha cerca de 400 mil documentos do Pentágono relativos à guerra do Iraque.

Fontes familiarizadas com do­­cumentos do Departamento de Es­­tado em poder do WikiLeaks di­­zem que as suspeitas de corrupção ali mencionadas são suficientemente grandes para causar constrangimentos sérios a governos e políticos citados. Essas fontes disseram que a divulgação de­­ve acontecer es­­ta semana. Os detalhados e sinceros relatos dos di­­plomatas ao De­­partamento de Estado também po­­dem criar complicações para a po­­lítica externa do governo de Ba­­rack Obama, segundo essas fontes.

Entre os países cujos políticos aparecem no relatório estão Rús­­sia, Afeganistão e repúblicas centro-asiáticas da ex-União Sovié­tica. Mas outros relatórios também de­­talham acusações potencialmente embaraçosas para o Extremo Orien­­te e a Europa, se­­gundo as fontes. O governo dos EUA faz críticas contumazes à atuação do WikiLeaks, alegando que elas colocam em risco a segurança nacional e de indivíduos.

Os últimos lotes vazados pelo WikiLeak permitiram ter uma no­­ção do dia a dia das guerras do Iraque e Afeganistão, mas não continham revelações bombásticas. O porta-voz do Departamento de Estado, P.J. Crowley, disse que Washington está avaliando as implicações do material que pode ser revelado pelo WikiLeaks, e avisando governos estrangeiros que "uma divulgação de documentos é possível num futuro próximo."

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.