Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

A inflação na zona do euro subiu para o maior nível em 28 meses em fevereiro, puxada pelos custos de combustíveis, óleo de calefação, eletricidade e gás, segundo dados finais divulgados hoje pela agência de estatísticas da União Europeia, a Eurostat. O índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) do bloco subiu 2,4% em fevereiro ante o mesmo mês do ano passado, depois de subir 2,3% em janeiro.

Essa foi a maior alta anual desde outubro de 2008 e confirmou dados preliminares divulgados pela Eurostat em 1º de março. Em relação a janeiro, a inflação avançou 0,4%, depois de cair 0,7% naquele mês. Os dois resultados ficaram em linha com as estimativas dos economistas. O aumento do núcleo da inflação - que exclui itens voláteis como energia, alimentos, álcool e tabaco - se desacelerou para 1,0% em fevereiro ante o mesmo mês de 2010, ante 1,1% em janeiro.

A inflação anual nos preços do álcool e do tabaco diminuiu de 3 7% em janeiro para 3,5% em fevereiro, mas os custos dos imóveis passaram de 4,5% para 4,9% e os dos transportes aumentaram de 5 1% para 5,7% - essas foram as maiores altas desde outubro de 2008 e abril de 2010, respectivamente. A inflação anual dos alimentos se acelerou para 2,0% em fevereiro, ante 1,5% em janeiro.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]