Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
O modo de preparo do concreto permeável é praticamente o mesmo usado no tradicional: o que muda são as dosagens dos materiais. | Divulgação.
O modo de preparo do concreto permeável é praticamente o mesmo usado no tradicional: o que muda são as dosagens dos materiais.| Foto: Divulgação.

Um estudante da Universidade Federal Fluminense (UFF) está desenvolvendo pesquisas para aprimorar a tecnologia do concreto permeável. Com esse material, é possível recuperar a infiltração do solo, diminuir impacto de enchentes e reduzir efeito das ilhas de calor nos centros urbanos. 

A pesquisa é parte do trabalho de conclusão de curso do estudante Lucas Caon Menegatti. Segundo ele, a ideia do concreto permeável é agregar valor sustentável para as edificações.

LEIA TAMBÉM: Do açaí contra a bipolaridade à oferta de telefonia na Amazônia: pesquisas mostram importância do financiamento público

“Devido à porosidade deste tipo de concreto, é mais indicado para ruas de baixo tráfego, estacionamentos, calçadas, parques e pátios. Ele é mais para um uso, digamos, de estruturas que vão receber uma carga mais branda, mais leve como, por exemplo, estacionamentos e parques”, explica. 

De acordo com Lucas, o material reduz o escoamento de águas de chuvas: parte da água que antes escoava, passa a filtrar os solos e subsolo, causando menos impacto de enchentes. Em alguns casos, essa redução pode eliminar até a necessidade de tanque de retenção e água pluvial em alguns municípios. 

“Os edifícios passam a liberar essa água pluvial diretamente para a rede pluvial e essa rede não está conseguindo comportar essa vazão devido à alta impermeabilização dos centros urbanos. Então, alguns municípios colocam no seu plano diretor urbano, que edifícios que tenham um limite de taxa de impermeabilidade do terreno devem ter um tanque de retenção para armazenamento de chuvas e liberar aos poucos depois, quando passa o pico de vazão para evitar enchentes. Com o concreto permeável, você acaba aumentando essa área permeável do seu terreno e pode até sair dessa cláusula que exige que tenha o tanque de retenção”, explicou. 

O modo de preparo do concreto permeável é praticamente o mesmo usado no tradicional: o que muda são as dosagens dos materiais. 

“No concreto convencional, geralmente, temos uma quantidade de cimento, areia, brita e água, e alguns aditivos caso queira dar alguma propriedade especial para o concreto. No concreto permeável o que fazemos é reduzir bastante essa quantidade de areia, que seria o material mais fino”,  explica Lucas. 

VEJA TAMBÉM: Ciência no Brasil mendiga recursos, sem solução em curto prazo

“Essa redução fará com que o espaço que ela ocuparia na mistura do concreto fique formado por vazios. Esses vazios, que são o que chamamos de poros, vão conferir a propriedade de permitir a percolação de água através da estrutura do concreto”, completa.

Lucas contou que o interesse na pesquisa sobre o concreto permeável surgiu para estudar um material mais sustentável e tentar contribuir para o conteúdo disponível sobre esse tema no Brasil, que ainda é limitado. Segundo o estudante, o próximo passo é estudar algumas propriedades desse concreto em relação à mistura para melhorar o desempenho.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]