Imagens gravadas pelo circuito interno de segurança de um colégio público em Volta Redonda, no Sul Fluminense, Rio de Janeiro, mostram jovens brigando na porta da escola.

Na imagens, um grupo de estudantes do lado de fora da escola espera a hora do intervalo para brigar. Um rapaz de camisa vermelha pega um objeto do chão. Em seguida começa a confusão. Alunos e professores tentam fugir.

As imagens ainda mostram um jovem de camisa branca jogando uma pedra antes de correr atrás do grupo rival.

Adolescentes apreendidos

Desde que começou o ano letivo, as brigas têm acontecido no intervalo das aulas. Em sete dias, a Guarda Municipal recebeu mais de 35 denúncias de violência. Só na semana passada, 15 adolescentes foram apreendidos por estarem envolvidos em brigas. Todos tinham entre 13 e 16 anos.

Para tentar coibir as brigas, a Guarda Municipal reforçou a segurança nas portas das escolas. "Pela manhã e entre 12h e 13h, nosso efetivo será destinado para a porta das escolas, para dar fluidez ao trânsito e garantir a segurança", aponta Henrique Barbosa, da Guarda Municipal.

Para o conselheiro tutelar Fábio Carvalho, a solução pode estar em casa. "Procurar ir à escola uma vez por semana, olhar a mochila antes do filho sair de casa, conversar com o filho. Se tiver dificuldade, procure o conselho tutelar", disse.

Uma jovem pretende voltar a estudar, mas está assustada com o aumento da violência. "Tenho dois filhos. E se eu vier para a escola e tiver uma briga? Posso não voltar para casa", diz.

A produção do Bom Dia Rio não conseguiu entrar em contato com a Secretaria de Educação de Volta Redonda para saber quais providências estão sendo tomadas para reprimir a violência nas escolas.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]