Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
 | José CruzAgência Brasil
| Foto: José CruzAgência Brasil

O Ministério da Educação cogita suspender a criação de cursos de medicina por cinco anos. A decisão, ainda não anunciada oficialmente, teria como objetivo evitar uma queda na qualidade da formação de médicos. 

A informação foi publicada pela coluna de Mônica Bergamo na Folha de S. Paulo  e confirmada pela Gazeta do Povo.

A ideia é preservar a qualidade do ensino: "Há um clamor dos profissionais de medicina para que se suspenda por um período determinado a abertura de novas faculdades, em nome da preservação da qualidade do ensino", afirmou o ministro Mendonça Filho à coluna.

A decisão do governo, se confirmada, pode gerar controvérsia: o Brasil vive um problema grave de falta de médicos – o que foi um dos motivos para a criação do programa Mais Médicos, mantido pelo governo Temer. Sem uma expansão na quantidade de vagas, o sistema de saúde pode ter ainda mais problemas. 

Por outro lado, nada na nova regra do MEC impediria a expansão dos cursos que já existem.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]