Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Carlos Alberto Decotelli, ministro da Educação.
Carlos Alberto Decotelli, ministro da Educação.| Foto: Luis Fortes/MEC

A Universidade de Wuppertal, na Alemanha, negou que o professor Carlos Alberto Decotelli, novo ministro da educação, tenha feito um pós-doutorado na instituição, entre 2015 a 2017. Esta é a segunda contestação às informações apresentadas no currículo Lattes do ministro. Na última sexta-feira, a Universidade Nacional de Rosário, na Argentina, também afirmou que Decotelli não obteve título de doutor, apesar da conclusão dos créditos, porque lhe faltou apresentar a tese.

Por e-mail, a assessoria de imprensa da Universidade de Wuppertal informou que Decotelli esteve na universidade em 2016, para uma pesquisa de três meses, na cadeira da professora Brigitte Wolf, emérita na instituição.

Sem doutorado, o ministro não poderia fazer um pós-doutorado. Na nota enviada, a instituição alemã não comentou esse fato e limitou-se a confirmar que Decotelli não havia obtido o título em Wuppertal e que a instituição não fazia "declarações sobre outros títulos obtidos".

Procurado, o Ministério da Educação não comentou as manifestações das universidades estrangeiras.

O currículo Lattes é utilizado por pesquisadores brasileiros para informações oficiais sobre a sua carreira. O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) é responsável pela plataforma, mas as informações são fornecidas pelo próprio usuário.

47 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]