Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Para o professor de Espanhol do curso Dom Bosco Jaime Marinero, a prova deste ano foi a melhor dos últimos vestibulares da UFPR. "Ela foi bastante abrangente, cobrando o léxico que se aprende no ensino médio e também estruturais gramaticais contextualizadas", afirma. De acordo com o professor a surpresa ficou na presença de apenas dois textos de apoio na prova, quando o comum era de pelo menos três.

Confira o gabarito da primeira fase.

"O primeiro texto, que comparou várias nacionalidades, vem exatamente de encontro com o que se espera do conhecimento em língua estrangeira, que ele seja um instrumento para conhecer diferentes culturas", afirma Marinero. Segundo ele o aluno que não tinha conhecimentos muito avançados em Espanhol conseguiu resolver a prova tranquilamente. "As questões priorizaram o aluno que consegue ler e interpretar o que se pergunta a respeito de um texto", explica.

Para o aluno que levou o estudo da língua a sério, questões que exigiam um domínio gramatical mais avançado também apareceram. "O domínio do uso das conjunções foi uma questão clássica que apareceu, mas sempre com uma contextualização adequada. Não houve nenhuma cobrança do 'gramatiquês'", explica.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]