Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Kadem tem o seu plano para vencer o jogo: resolver as 
questões mais rápidas e fáceis | Ivonaldo Alexandre/ Gazeta do Povo
Kadem tem o seu plano para vencer o jogo: resolver as questões mais rápidas e fáceis| Foto: Ivonaldo Alexandre/ Gazeta do Povo

Enem

O Exame Nacional do Ensino Médio pode dar uma boa ajuda na UFSC. Se a nota na prova for maior do que a obtida no vestibular, ela é incorporada à pontuação final com peso de 20%. Se for menor, não é computada.

Provas no Paraná

As provas do ITA também são aplicadas fora do estado de São Paulo. Cerca de 400 candidatos estão inscritos para realizar a prova em Curitiba, no Colégio Militar. Esse ano, 7.626 vestibulandos disputam as 130 vagas ofertadas pela instituição.

  • Confira os calendários das duas universidades

O vestibular da UFPR terminou, mas para muitos estudantes ainda não é momento de descansar. Algumas das instituições mais concorridas do país ainda vão realizar seus processos seletivos, como a Univer­sidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e o Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA). Assim como em um jogo de xadrez, não basta saber mexer as peças – ou conhecer as disciplinas, no caso dos vestibulandos –, é preciso saber jogar. Ter uma boa estratégia para resolver os testes pode ser decisivo para a aprovação. UFSC

As provas da UFSC apresentam características bem particulares, por dois motivos: o cálculo especial da pontuação nas questões somatórias e o caráter regional em algumas disciplinas. O professor de Física Marcelo Solla, do Curso Dom Bosco, afirma que o cálculo dá grande peso aos acertos parciais. Sendo assim, o estudante que fica na defensiva, sem se arriscar, pode levar vantagem. "Vamos supor que de quatro questões um candidato não acerte integralmente nenhuma, mas faça 0,8 em cada, por conta dos acertos parciais. Ele marcaria no total 3,2 pontos, mais que um candidato que errou apenas uma das quatro questões, que somaria 3 pontos", explica.

Além de ficar bem atento na hora da prova, a dica é se informar. Procure entender pelo edital do concurso como se dá a pontuação das questões, converse com quem fez a prova e frequente palestras sobre o assunto. Foi o que fez a estudante Bruna Fabre, 19 anos, que participou de aulas especiais sobre a prova, aumentando o ritmo já intenso da reta final.

Outro fator que pesa, especialmente para os estudantes de fora de Santa Catarina, é o aspecto regional cobrado em alguns testes. Questões sobre a história local, geografia e até literatura costumam complicar a vida dos candidatos.

ITA

O processo seletivo do ITA é considerado um dos mais difíceis do país. E não só pelo grande foco nas Ciências Exatas. O tempo é um grande complicador, explicam os especialistas. São quatro dias de prova. Em cada um, o candidato deve resolver no mínimo 30 questões, dez delas dissertativas. No segundo dia, quando são aplicados os testes de Português e Inglês, são 40 questões de múltipla escolha e uma redação. Uma missão quase impossível, diz o estudante Kadem Gabriel Aidar, 19 anos, que se prepara para o concurso. "Ninguém consegue resolver tudo. É importante saber escolher as questões em que você tem mais facilidade", diz.

É exatamente o que recomenda o professor de Física Marcel Geraldo Lamers, do preparatório do Curso Positivo para o ITA. "O estudante deve perceber quais questões são mais rápidas e mais lentas de resolver. Escolher as questões certas conta muito", explica. Outra dica é responder às provas dos últimos anos. Lamers conta que não é incomum aparecerem questões de vestibulares anteriores, com a cobrança dos mesmos conceitos ou com pequenas modificações.

Os estudantes também devem ficar atentos às mudanças de regras que aconteceram este ano no vestibular do ITA. Por força de uma liminar da Justiça, a instituição teve de abrir seu processo seletivo para maiores de 23 anos e casados. O fato gerou polêmica, pois pode aumentar a concorrência, abrindo espaço até mesmo para profissionais formados. "No entanto, não há garantias de que essa liminar não caia e os concorrentes maiores e casados sejam desclassificados do processo", explica Beatriz Padovani Folz de Oliveira, coordenadora do Curso Elite.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]