Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Largada da prova será às 8 horas na Companhia da PM em Guaratuba | Valterci Santos / Gazeta do Povo
Largada da prova será às 8 horas na Companhia da PM em Guaratuba| Foto: Valterci Santos / Gazeta do Povo

Próxima edição

O Diário do Vestiba 2010 terminou, mas vem aí a edição 2011. Que tal ser um deles? Escreva para o vestibular@gazetadopovo.com.br contando sua história. Em breve os participantes serão selecionados pela equipe do Vestibular. Participe!

É chegada a hora dos três estudantes do Diário do Vestiba – blog do Vestibular da Gazeta do Povo que mostra a preparação de estudantes ao longo do ano – se despedirem. Depois de muito estudo e vários posts, Roberson Popadiuk, Yasmim Kubaski e Thiago Dolberth se preparam para seguir suas vidas e encarar novos desafios. A tão sonhada vaga na Universidade Federal do Paraná (UFPR) veio apenas para o último, mas todos continuam com seus sonhos e têm planos para o futuro.

Thiago passou em Direito depois de cinco anos tentando. Yasmim não conseguiu entrar na UFPR, mas está em sexto lugar na lista de espera. Ela passou na Universidade Positivo (UP) e está tentando entrar no UniCuritiba pelo Programa Universidade para Todos (Prouni). Roberson, que tentou Farmácia, foi aprovado apenas na Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), mas não vai cursar. "Meu objetivo é a Federal e eu vou atrás disso."

Desafio

Parar para escrever e contar suas experiências para outros jovens em um ano tão puxado foi um desafio recompensador. Os motivos que os levaram a participar foi poder compartilhar os momentos de estudo, preocupação e ansiedade com outros estudantes na mesma situação. "Quando vi que os três vestibas do ano anterior passaram, pensei que poderia ser uma forma de incentivo, principalmente para estudar mais", conta Yasmim.

Em meio a aulas, apostilas, simulados e revisões os três arrumaram um tempinho nas agendas para os posts, mas nem todos conseguiram se organizar o ano inteiro. Yasmim se preocupava em não deixar os leitores por muito tempo sem novas informações. Então usava os finais de semana para preparar todos os posts. "Nesses dias eu escrevia tudo que ia ao site durante a semana. Costumava publicar segunda, quarta e sexta o que produzia sábado e domingo".

Roberson começou em um ritmo de dois posts por semana, mas conforme o tempo apertou, passou a fazer apenas um. "Outubro foi a época mais difícil. Fiquei muito cansado e tive de dar uma freada", lembra.

Sucesso com os amigos e desconhecidos

Com muitos amigos de colégio e cursinho na mesma situação, os três não conseguiram ficar anônimos. Em pouco tempo o pessoal da sala soube que eles participavam do Diário do Vestiba. A reação foi imediata: queriam pedir posts e dar dicas do que gostariam de ler. "Um dia estava parado na porta do cursinho e um aluno que eu nem conhecia me disse que sabia quem eu era e deu sugestões", diz Roberson. Ele lembra que a interatividade foi muito grande, que cansou de ver comentário dos seus amigos no blog.

Antes de participar do Diário do Vestiba, Yasmim tinha outros dois blogs. Um era como um diário – contando fatos relevantes que aconteciam no dia a dia – e outro que colocava textos aleatórios que escrevia. Mas mesmo com experiência, ela conta que com o Diário foi diferente, pois era um canal que usava também para contestar e mostrar que não estava satisfeita com alguns problemas que afetaram os vestibulandos, como o Enem.

Com Thiago foi de outra maneira. Nunca escreveu em blog e seu principal medo era não ter assunto. Mas o tempo passou e ele pegou o jeito, tanto que chegou e escrever por lá todos os dias, mesmo trabalhando o dia todo e estudando à noite ."Quando chegou o período de inscrições eu tinha muita coisa para falar. Aí disparei. Fazia sempre às 23 horas".

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]