Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Presidente do Inep, Alexandre Lopes, ao lado do ministro da Educação, Abraham Weintraub.
Presidente do Inep, Alexandre Lopes, ao lado do ministro da Educação, Abraham Weintraub.| Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

Por meio do Twitter, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, respondeu diretamente a usuários sobre possíveis erros de correção nas provas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). " Estamos explicando tudo diretamente para os candidatos, inclusive ligando. Quando isso foi feito no passado?", escreveu na rede social.

Weintraub disse que pediria ao presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela realização do exame, a nova análise de um dos casos, após um usuário pedir nova correção do Enem por conta da prova da filha.

"Minha filha tem certeza que a prova do Enem dela não teve a correção adequada e que ela foi prejudicada. E agora? A Inês é morta? O Sisu Sistema de Seleção Unificada termina amanhã", escreveu o internauta, identificado como Carlos Santanna, que também divulgou o número de inscrição de sua filha.

Weintraub respondeu com um print de uma conversa por WhatsApp com uma pessoa identificada como "Alê" - o nome do presidente do Inep é Alexandre Lopes. O ministro pediu, nessa conversa, a revisão da prova da filha do internauta.

"Ministro, a participante teve a prova corrigida corretamente. Tudo confere. Fez a prova em Ribeirão Preto (SP). Conferido com a aplicadora. Não houve erro de associação no caso dela", responde o interlocutor, segundo a imagem divulgada pelo ministro.

Nas demais respostas ao tuíte de Weintraub, internautas reclamaram de não terem tido o mesmo "atendimento personalizado". Já outros elogiaram a atitude do ministro.

6 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]