| /
| Foto: /

O final da primeira fase do Paranaense resultou no rebaixamento do Operário e na definição dos classificados à próxima fase. Os colunistas da Gazeta do Povo Carneiro Neto, Edson Militão e Luiz Augusto Xavier, opinam sobre as surpresas e decepções desta primeira fase e projetam o mata-mata.

Qual a principal surpresa do campeonato?

Reginaldo Vital, técnico do PSTC.Jonathan Campos/Gazeta do Povo

Carneiro Neto

A grande campanha do Paraná é uma surpresa positiva, até porque ninguém esperava muito do time que o clube montou. O trabalho bem feito do Claudinei Oliveira tem surtido efeito e o time mostrou que tem alguma qualidade.

Luiz Augusto Xavier

A grande surpresa é o PSTC. Primeiro ano na elite e se classificou entre os oito melhores. Tem alguns bons jogadores, segue na sua filosofia, de investir nos jovens. É uma equipe bem verde, mas que conseguiu consolidar um trabalho. Entraram para não cair e já conseguiram classificar então estão no lucro.

Edson Militão

O PSTC. Primeiro porque entrou com o objetivo de não cair e conseguiu superar as expectativas, classificando para a segunda fase. Segundo, porque não perdeu em casa, e conseguiu vitórias importantíssimas em Cornélio Procópio. principalmente contra o Rio Branco, que foi fundamental para a classificação. É um time bem armado pelo Reginaldo Vital, com os pés no chão, mas a empolgação em Cornélio Procópio mostra que as coisas estão sendo bem feitas.

Quem decepcionou mais?

Campeão em 2015, Operário foi rebaixado em 2016. Josue Teixeira

Carneiro Neto

A queda do Operário, que se empolgou com o título, acabou se descuidando na pré-temporada. Foram infelizes na contratação dos treinadores, montaram um time completamente desfigurado e acabou dando no rebaixamento.

Luiz Augusto Xavier

O Operário é a maior decepção. Uma equipe que manteve a base, são os mesmos jogadores, fora um ou outro, e não conseguiu manter um padrão mínimo de jogo.

Edson Militão

Operário. Campeão às vezes sofre um desmanche, mas nem foi o caso. Perdeu o técnico, ok, mas a direção continua, a base está lá. Estava muito bem ano passado, mas acho que perder a Série C abalou e o nocaute foram as derrotas seguidas em casa, para Paraná e Atlético. Não levantou mais, as criticas se avolumaram e o time se perdeu.

Quem entra no mata-mata como favorito?

Londrina e Paraná tiveram as melhores campanhas da primeira fase. Robson Vilella/Folhapress

Carneiro Neto

O Paraná é favorito, até pelo adversário que pega. O Coritiba também, está se acertando. No caso de Atlético e Londrina, não dá para apontar favoritismo para ninguém. Jota pode ter alguma chance, porque é um time muito forte em casa.

Luiz Augusto Xavier

Muito difícil ter favorito em mata-mata. Um erro em uma partida acaba favorecendo a equipe teoricamente mais fraca. Acho que de forma geral o melhor foi o Londrina, que se não fosse a punição, estaria em primeiro. Londrina, Coritiba e Paraná são os favoritos, do Atlético não dá para dizer até porque não se sabe ainda o que querem no campeonato.

Edson Militão

Se fosse pontos corridos, Paraná e Londrina estavam na frente sem dúvida. São times encaixados e têm os dois melhores técnicos do campeonato, Claudinei Oliveira e Claudio Tencatti. Porém, nem sempre o melhor ganha no mata-mata. Tudo pode acontecer. É muito difícil dar um favoritismo. Paraná e Londrina largam em vantagem, mas a tradição de Coritiba e Atlético igualam a situação.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]