Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

O Fluminense segue tropeçando no Campeonato Brasileiro. Desta vez, o time acabou prejudicado pelo árbitro Paulo César Oliveira, no lance em que o atacante Marcel desviou com a mão bola que estava em poder do goleiro Fernando Henrique e cuja seqüência resultou no gol de empate do Grêmio, aos 43 minutos do segundo tempo. A partida terminou 1 a 1, neste sábado, no Maracanã, resultado que aumenta a pressão nas Laranjeiras. .

O Fluminense agora tem 27 pontos ganhos e segue ameaçado pelo pelotão da rabeira deste Campeonato Brasileiro. O Grêmio, com 32, está na briga por uma vaga na Libertadores de 2008.

Com atuações destacadas dos seus Thiagos (Silva e Neves), o Fluminense iniciou a partida dominando as ações e pressionando o Grêmio. O zagueiro, com a habitual segurança, comandava o sistema defensivo que impedia qualquer jogada dos gaúchos, e o meia, incansável, organizava as jogadas de ataque e assustava com seus chutes de longa distância.

Depois de uma pressão inicial, o Tricolor carioca conseguiu transformar em gol o seu domínio. E com uma trama da dupla. Aos 14 minutos, em uma jogada ensaiada de cobrança de falta, Thiago Neves passou por cima da bola e deixou para Thiago Silva soltar a bomba. O goleiro Saja, do Grêmio, falhou, e o Flu fez 1 a 0.

Grêmio perde pênalti

O gol acordou a equipe gaúcha, que foi para cima do time carioca. Sete minutos depois, o Grêmio teve a chance de igualar o marcador. Somália derrubou William na área, e o árbitro Paulo César Oliveira marcou pênalti. Marcel cobrou forte e no canto, mas Fernando Henrique fez linda defesa, salvando o Fluminense.

O Grêmio não se deixou abater pelo desperdício. O time do técnico Mano Menezes, mostrando suas qualidades de Imortal, pressionava os donos da casa. Aos 27, FH operou um milagre para evitar o empate em cruzamento de Hidalgo que desviou na zaga. O Flu, com a vantagem no placar, recuou e passou a utilizar os contra-ataques. Vez ou outra até ameaçava, mas os gaúchos eram melhores e já mereciam o empate quando o árbitro decretou o fim do primeiro tempo.

Alex Dias volta após 50 dias

A partida recomeçou ainda sob o domínio dos gremistas. Com mais posse de bola, o Imortal ameaçou algumas vezes o gol defendido por Fernando Henrique. Aos três e aos oito minutos, o time do técnico Mano Menezes esteve perto de empatar, mas FH evitou as investidas de Kelly e Anderson, respectivamente.

Renato Gaúcho, insatisfeito com Somália, sacou o grandalhão e lançou Soares, em uma clara proposta de explorar ainda mais os contra-ataques. Fechado lá atrás, o Fluminense foi cozinhando a partida. Aos 25, Renato voltou a mexer no time. Alex Dias, sem jogar há 50 dias por causa de um pneumotórax, entrou no lugar do já cansado Rodrigo Tiuí.

Antes do fim do jogo, o Pantaneiro ainda teve uma clara chance de gol, mas conseguiu chutar em cima de Saja, mesmo estando na altura da marca do pênalti. O gol fez falta, porque aos 43 minutos o Grêmio empatou com Patrício, em lance que o goleiro Fernando Henrique teve a bola roubada pela mão de Marcel, mas o árbitro Paulo César Oliveira mandou seguir.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]