Lateral Jonathan reclamou da altitude de Cochabamba na derrota para o Jorge Wilstermann na Bolívia | Albari Rosa/Gazeta do Povo
Lateral Jonathan reclamou da altitude de Cochabamba na derrota para o Jorge Wilstermann na Bolívia| Foto: Albari Rosa/Gazeta do Povo

O experiente lateral-direito Jonathan creditou a derrota do Athletico por 3 a 2 para o Jorge Wilstermann, na noite desta quarta-feira (24), à altitude de 2.560 metros da cidade de Cochabamba, na Bolívia.

“Não tenho dúvida nenhuma de que o resultado que tivemos aqui hoje foi em função da altitude sim”, declarou o atleta de 33 anos após o revés no estádio Felix Capriles.

>> TABELA LIBERTADORES 2019: confira a classificação, resultados e próximos jogos

“Muitos jogadores nunca tinham jogado na altitude e a gente tem que cada vez mais nos adaptar a este tipo de jogo, porque Libertadores tem bastante time que joga na altitude”, prosseguiu.

O discurso de Jonathan foi contrário ao do meia Nikão, que minimizou o fator altitude. “A gente sabe da altitude, mas eu creio que isto não foi o fator determinante”, avaliou. “Envolvemos o adversário e perdemos por detalhe”, completou.

Já o técnico Tiago Nunes também deixou a altitude em segundo plano, reclamando, entretanto, do gramado do palco da partida.

“O que sentimos mais foi a velocidade da bola”, opinou. “Por isso a equipe local joga com bolas longas porque entende que o adversário demora a se adaptar a este tipo de jogo aqui”, completou.

Veja imagens do jogo de Albari Rosa, enviado especial:

Confira o lance a lance e a ficha técnica de Jorge Wilstermann x Athletico

***

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]