Goleiro Santos teve a maior nota no Athletico.  Foto: Albari Rosa/Gazeta do Povo
Goleiro Santos teve a maior nota no Athletico. Foto: Albari Rosa/Gazeta do Povo| Foto:

O Athletico perdeu para o Boca Juniors por 1 a 0, na Arena da Baixada, e se complicou nas oitavas de final da Libertadores. O Furacão teve uma noite de pouco inspiração e não conseguiu fazer o dever de casa para levar uma vantagem para a Argentina. Agora terá que vencer na Bombonera, na próxima semana.

TABELA: veja o chaveamento completo do mata-mata da Libertadores

Veja as notas dos jogadores do Athletico

Santos, goleiro: 6,5
O goleiro fez novamente uma atuação segura e salvou o Athletico duas vezes. Nada pode fazer no gol do Boca.
Jonathan, lateral: 4
Mesmo com espaço para atacar, errou quase tudo o que tentou.
Pedro Henrique, zagueiro: 5
Fazia uma partida discreta e levou azar no lance do gol, quando a bola desvia na sua perna e entra no ângulo.
Léo Pereira, zagueiro: 5,5
Muito acionado na saída de bola, errou passes, mas não comprometeu na marcação.
Márcio Azevedo, lateral: 5,5
Foi preciso nos desarmes, mas quase não avançou.
Lucho, volante: 4,5
Não conseguiu dar a dinâmica na saída de bola atuando como primeiro volante.
(Tomás Andrade, meia): entrou no fim.
Bruno Guimarães, meia: 6
Buscou o jogo a todo momento e manteve a lucidez. Mas faltou pontaria nos chutes de fora.
Nikão, meia: 5
Apagado, não entrou no jogo. Acertou um chute perigoso no primeiro tempo.
(Vitinho, atacante): pouco tempo em campo.
Marcelo Cirino, atacante: 5
Só acordou no segundo tempo, mas se destacou apenas pela vontade.
(Bruno Nazário, meia): pouco jogou.
Rony, atacante: 6
Iniciou o jogo com tudo, mas parou na marcação. Sofreu o pênalti.
Marco Ruben, atacante: 3,5
Não foi a noite do artilheiro. Discreto e anulado pela marcação, pouco apareceu. Perdeu o pênalti no fim.
Tiago Nunes, técnico: 5,5
Poderia ter mexido mais cedo no time, enquanto o Athletico era inoperante no segundo tempo.

Veja como o Velho Cronista viu o jogo entre Athletico e Boca Juniors

Tiago Nunes revela provocação do Boca e crava: “Vamos ganhar lá”

Boca Juniors: 6

O Boca mudou a forma de jogar para encarar o Athletico. Desfalcado e sem os principais reforços em campo, a tática dos argentinos foi esfriar o Caldeirão. Função que coube ao goleiro Andrada exercer desde o início.

Mesmo assim, o atacante Ábila assustou ao sair duas vezes na cara do gol, mas parou no goleiro Santos. Até que o veterano Tevez entrou no fim do jogo. E foi dos pés de Carlitos que saiu o passe para MacCallister fazer o gol da vitória bostera.

O jogo

Não foi a noite do Athletico. Sem inspiração e com direito a pênalti perdido nos acréscimos, o Furacão perdeu para o Boca Juniors por 1 a 0, nesta quarta-feira (24), e se complicou nas oitavas de final da Libertadores.

Aos 38 minutos do segundo tempo, quando a partida se encaminhava para o empate, o meia MacCallister acertou um chutaço no ângulo e a bola desviou em Pedro Henrique antes de entrar no gol. Já nos instantes finais, aos 47, Rony sofreu o pênalti, marcado com o auxílio do VAR. Mas o atacante Marco Ruben bateu na trave.

O jogo de volta será na próxima quarta-feira (31) e o Furacão terá que vencer os argentinos na Bombonera. Como há critério de gol fora de casa, o Furacão precisa devolver o placar mínimo para levar a decisão para os pênaltis. Já uma vitória por 2 a 1, 3 a 2 e assim por diante, classifica o Athletico.

Próximos jogos

Cruzeiro x Athletico – 27/7 – 19h – Brasileirão
Boca Juniors x Athletico - 31/7 - 21h30 - Libertadores
Shonan Bellmare x Athletico - 7/8 - 7h - Copa Suruga
Botafogo x Athletico - 11/8 - 16h - Brasileirão

Ficha técnica Athletico x Boca

1 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]